Image

SER OU PARECER?

Abraham Shapiro

Um asno encontrou uma pele de leão deixada na floresta por um caçador.  Ele vestiu-se nela, e começou a se divertir escondendo-se numa moita e saltando diante dos animais que passavam por ali.  Todos se assustavam, batiam em fuga e ele gostava tanto de pregar essa peça que, não contendo seu prazer, saltava e zurrava de alegria cada vez que a representava.  

Mas acontece que entre todos os animais estava a ardilosa raposa. Por longo tempo ela pôs-se a espreitar ao longe e presenciou o festejo do asno. Ela entendeu o teatro e resolveu revelar sua descoberta. 

Chegando-se ao asno com toda aquela calma e segurança própria dos espertalhões, ela então lhe diz: 

- "Caro  amigo asno. Se tivesses mantido a boca fechada,  até a mim terias enganado. Mas o que  te entregou foram aqueles relinchos com que celebravas o sucesso da tua tolice.”

O mundo está repleto de pessoas tão focadas em “parecer”,  que elas se esquecem de “ser”. Assim, elas conseguem enganar a quase todos com seus carrões, joias, roupas e ambientes elegantes que frequentam. Mas ao abrirem a boca e revelar aquilo de que sua mente e coração estão repletos,  torna-se difícil permanecer por perto, pois realmente cheira mal. 

O velho Mark Twain dizia: “É melhor manter a boca fechada e parecer estúpido do que abri-la e não deixar nenhuma dúvida”. O exterior pode disfarçar. Mas as atitudes e as palavras revelam a natureza e o caráter de qualquer indivíduo – por mais dissimulado que seja. 

Ler Mais

Image

CLAREZA TOTAL FAZ BEM

Abraham Shapiro

O Rodolfo deixou um emprego importante para aceitar o convite de outra empresa. Na proposta de admissão, o diretor lhe concedeu carta branca para atuar sobre a equipe que ele gerenciaria.

Na primeira demissão que o Rodolfo precisou fazer, o novo diretor o interceptou solicitando que fosse consultado antes de qualquer decisão de corte no pessoal.

Ele me encaminhou um email indignado questionando o que devia fazer. 

Eu  perguntei se durante a negociação ele havia pedido ao diretor que definisse o que é “carta branca”.

- “É claro que não! – ele respondeu. “Todo mundo sabe o que é.”

E eu repliquei: 

- “Todo mundo? Parece que o seu diretor sabe diferente de você!”

Aí está um caso típico gerador de conflitos. 

Muita gente fala coisas que nascem do senso comum e parte do princípio de que todos as interpretam do mesmo modo que elas. Mas não é assim.

Daí ser prudente solicitar esclarecimento – sempre –  sobre o significado dessas palavras para que se obtenha clareza total. 

Cuidado com conceitos relativos ou subjetivos, como: “carta-branca”, “autonomia”, “confiança total”, “cobertura de todas despesas”, “a casa é sua” e muitas... muitas outras são apenas exemplos esparsos de expressões que frequentemente criam problemas terríveis entre a intenção de quem falou e interpretação de quem ouviu. 

A regra é: jamais acredite que você entendeu 100% do que os outros disseram. Você não sabe o que eles pensam. Por isso, peça explicação. Converse bem. Seja analítico antes de sair fazendo. Você vai ganhar muito.

Ler Mais

Image

UMA FÁBULA SOBRE PARCERIA

Abraham Shapiro

Dois burros caminhavam juntos. Um deles ia sem nenhuma carga no dorso porque dizia ser o preferido de seu dono para a montaria. O outro carregava injustamente toda a mercadoria, o que significava peso maior do que suas forças permitiam.

Em vão este coitado implorava ao colega que lhe fosse parceiro e o aliviasse de uma parte da carga. Mas o outro apenas zombava correndo livremente de lá para cá e ignorando a súplica e a dor do animal carregado. E para gabar-se, dizia que a parceria entre eles tratava-se apenas de dividir a água e o feno com que se alimentavam.

Assim passaram horas e horas até que o pobre burro carregado, extenuado e enfraquecido estrebuchou-se, e sucumbiu morto.

O que fez o dono? Transferiu às costas do primeiro toda a carga. E não só, como também juntou a sela do burro morto a toda a mercadoria.

Moral da história:  Parceria é o que acontece quando dois ou mais indivíduos justos se reúnem para alcançar um objetivo comum. "Indivíduos justos" subentendem que dividir as tarefas e oferecer ajuda mútua não se trata de ato de bondade, mas da premissa básica para que haja parceria e seja duradoura.  

É o mínimo a fazer para que existam benefícios. E, por que não dizer até:  para que todos sobrevivam?

Ler Mais

Image

HOJE EM DIA, QUASE TUDO É LIXO

Abraham Shapiro

Houve um norte-americano chamado Theodore Sturgeon que fez fama por suas frases inteligentes e provocativas. Uma delas, conhecida como “A lei de Sturgeon”, diz que “90% de qualquer coisa é lixo”.

Vamos pensar. Arquitetura, música, marketing, design, gastronomia, moda e tudo o que se produz no dia a dia...  é 90% lixo. 

Talvez seja difícil entender a abordagem de Sturgeon. Mas vamos incluir na lista uma área que não deixaria dúvida em nenhum brasileiro. Que tal política?  Agora 90% de lixo é pouco, não?

A bem da verdade, o ser humano em seu estado natural nada tem de bom gosto e sensibilidade refinada. É a educação e o esforço pelo desenvolvimento pessoal que proveem essas e outras características positivas. Sem um processo criterioso, qualquer indivíduo será, na melhor das hipóteses,  “por fora: bela viola, por dentro: pão bolorento”.

Bom gosto não é virtude inata; e nem dom Divino. 

Bom gosto se adquire pela observação, pela disciplina, imitando, com criatividade, errando e aprendendo com os erros, porque educação é o único diferencial que a fortuna e a sorte não garantem em momento algum.  

Eu particularmente penso que, hoje em dia, aqueles 90% de lixo de que  Mr Sturgeon falou estar presente em tudo sejam quase 100%, infelizmente. Qualquer porcaria vira moda, produto, modelo e as pessoas comuns os tomam para si como padrão. 

Concluo com uma frase de Jean de La Bruyère, filósofo francês cujo pensamento me sensibiliza por seus 100% de beleza e reflexão: "Entre o bom senso e o bom gosto a diferença é de causa para efeito".

Ler Mais

Image

DIMINUA A DISTÂNCIA SOCIAL

Abraham Shapiro

Ninguém consegue obter a concordância de todo mundo nos relacionamentos. Sempre há e haverá alguma discordância de ponto de vista.

É claro que comportamento é questão de educação. Mas o temperamento às vezes se sobrepõe às regras que os nossos pais e professores tentaram nos ensinar. É aí que avançamos a linha atrás da qual devíamos nos manter.

Quando isso acontece, o orgulho próprio tende a fazer uma série de atentados terroristas na nossa mente. Ficamos ressentidos, achamos que estamos certos, que o outro está errado... e  pensamentos assim são o fermento que nos põe sempre a perder. 

Como sair no lucro? 

Regra de ouro: Não lute para ter razão.

Situações desagradáveis no relacionamento, clima negativo com o outro, requerem que você tome a iniciativa de reduzir a distância social que se implantou aí. 

Tome apenas a iniciativa de procurar aquela pessoa e de propor o fim do mal-estar através de uma conversa curta, objetiva e sem esmiuçar detalhes do ocorrido.  Peça desculpas. 

Depois, não perca a oportunidade de dar atencão a ele ou ela sempre que possível a fim de promover um novo clima positivo entre vocês. Se você souber de seu aniversário, por exemplo, escreva uma mensagem.

A lição prática é: reduza sempre que possível a distância social entre você e todos com quem se relaciona no trabalho e na vida.  Só não confunda as “bolas”. Trabalho não é lugar para se ter amigos, mas colegas.  Não é preciso intimidade, puxa-saquismo e nem outras tendências do comportamento tipicamente latino.  

Procure ser uma fonte de entendimento e compreensão. Praticando isso, todos farão questão da sua presença sempre. 

Ler Mais

Image

AUTODESENVOLVIMENTO: VOCÊ TAMBÉM PODE!

Abraham Shapiro

Era uma vez um homem que decidiu esconder suas valiosas moedas de ouro no fundo de um jarro de vinho. O recipiente tinha a boca estreita e se alargava até o fundo. Ele estava certo de que ali elas não seriam encontradas. Mas seu filho viu o que ele fez e assim que o pai saiu de casa, pegou o jarro, comprimiu os dedos juntos e enfiou a mão em seu interior, mesmo sendo apertado até mesmo para uma mão pequena. Finalmente, ele conseguiu alcançar as moedas. O garoto agarrou quantas pôde e tentou tirá-las. Mas de nada adiantava torcer e movimentar o pulso, ele não conseguia tirar a mão de dentro do jarro. Sem opção, chamou sua mãe.

Ela disse:

- “Filho, você não será capaz de tirar a mão aí de dentro, a menos que largue as moedas que pegou. O pescoço desse jarro só permite passar a sua mão comprimida. Mas segurando as moedas, você não irá tirá-la daí”. 

E assim foi. Só quando o garoto largou a última moeda é que conseguiu retirar a mão do recipiente.

A vida e o trabalho são como essa história. Tudo o que é preciso para o nosso desenvolvimento e  melhoria pessoal é “largar” os nossos erros. 

Quando fazemos o propósito de mudar o comportamento para assumir novas competências, é preciso o esforço para não ‘escorregar’ mais em coisas que se opõem a este propósito. E então, quando largamos “todas essas moedas”, estamos, enfim, livres dos obstáculos reais que nos impedem de ser melhores! 

Não há dúvida alguma. Isso... exatamente isso é que é autodesenvolver-se.

Ler Mais

Image

OBJETIVOS QUE ORIENTAM UMA VIDA DE SUCESSO

Abraham Shapiro

Como você sabe se está desempenhando bem as coisas que faz? 

Sem definir com clareza os princípios que irão reger cada uma das suas atitudes, e os objetivos que deseja atingir, o risco de errar é gigantesco. E você pode nem perceber, o que é muito mau!

Objetivos claros dão a você um ponto no qual se concentrar à frente, em sua caminhada.  Sem ele, você não tem um sentido e nem uma direção a seguir.

Objetivo o que é? É a definição evidente de um resultado que se deseja alcançar. 

E como se faz isso? 

1. Tão logo saiba “o que” e “onde” você deseja chegar, trace um plano de percurso, uma rota para atingi-lo. 

2. Depois,  avalie quais serão e junte os recursos de que vai precisar no caminho. 

3. Feito isto, ponha  o plano em prática. Levante-se e vá à busca do seu alvo.

Suas metas pessoais estão bem definidas?  Por exemplo:  o que pretende fazer para tornar-se hoje um indivíduo melhor do que foi ontem? Seu alvo pessoal imediato é ganhar mais dinheiro? Perder peso? Tente buscar realização profissional, intensificar os relacionamentos de melhor qualidade com gente inteligente, busque bons hábitos de saúde, equilíbrio emocional, enfim, coisas que tornem a sua vida mais elevada. O dinheiro é e sempre será uma consequência de tudo isso de modo bem coordenado.

Havia um patrão que repetidamente dizia aos funcionários: “Ninguém é insubstituível”. Ele agia assim porque estava previamente disposto a descartar alguém da equipe – independente do desempenho. Era puro sadismo. 

Permita-me dizer-lhe que, se você tiver objetivos e os perseguir com obstinação, a sabedoria que adquirir ao longo do caminho trará autorrealização e autorrespeito para a sua vida. Você será cada vez mais cobiçado pelo mercado de trabalho e, provavelmente, muito bem pago também. Isto é o que fará de você alguém insubstituível. E quando você se tornar insubstituível, então é que será competente de verdade.

Ler Mais

Image

MUDANÇAS: A RESPONSABILIDADE É TODA SUA

Abraham Shapiro

Você acha, mesmo que foi o seu psicólogo que fracassou por você ter voltado a fumar depois de três meses de abstinência?  Acha que o culpado pelo fracasso da sua vida familiar é o seu marido ou esposa, ou que a sua carreira profissional não progride por causa do seu chefe egoísta?

Chegou a hora de pensar melhor sobre tudo isso. 

Primeiro, ninguém tem o poder de programar o outro para que mude. As pessoas só mudam se elas mesmas quiserem. 

Segundo, qualquer mudança que façamos no nosso modo de ser por ação ou sugestão de alguém será temporária e inconsistente, causará estresse, quando não depressão e danos parecidos. Porém, quando assumimos a responsabilidade, então, sim, mudamos de fato.   

Uma mudança verdadeira em determinada área é aquilo que ocorre quando alteramos as sensações que associamos à experiência desta área no nosso sistema nervoso. Enquanto o cigarro lhe der prazer, você irá procurá-lo.  Só quando ligar este pseudo-prazer à sua morte é que começarão a existir em você as condições ideais para uma mudança duradoura e forte em relação a este vício ou qualquer outro. Antes disso, contudo, fumar pode significar até algo reforçador, como charme, machismo ou “o detalhe de feminilidade” que faltava após todos os acessórios, roupa de grife e cosméticos que você usa.

Aqui vai uma mensagem: "Você, que detesta ler um livro, que não suporta assistir a um curso ou palestra, fique atento.  A menos que enxergue o prejuízo que essa postura causa à sua vida profissional e cultural, seu desempenho continuará a ser, no máximo, mediano."

Mudar é o processo mais difícil da vida.  Só a nossa própria mente pode fazer de nós as pessoas que devemos e necessitamos ser.  Além de tudo, somos limitados e não aqueles “deuses” que enxergamos quando olhamos no espelho. 

 

Ler Mais

Image

O PODER DAS BOAS PERGUNTAS

Abraham Shapiro

Isidor Rabi foi um físico americano, ganhador do Nobel de Física de 1944 por ter descoberto a Ressonância Magnética. Há uma passagem em sua vida que é grande inspiração.

Um repórter quis saber por que o Dr Rabi tornou-se cientista em vez de médico, advogado ou homem de negócios, já que são estas as profissões mais procuradas pelos Judeus. Rabi respondeu:

- “Minha mãe me fez cientista sem saber. Qualquer mãe judia do Brooklyn perguntaria ao filho que chegasse da escola: ‘E então? O que você aprendeu de novo hoje?’ Não a minha mãe. Ela me questionava: ‘Isidor, você fez uma boa pergunta hoje?’ Eu tenho certeza de que esta preocupação dela de que eu buscasse fazer boas perguntas é que fez de mim um cientista.”

Veja que dica fantástica nesse episódio histórico.  Por que perguntar? O que há de bom nisso?

Uma boa pergunta gera movimento, tira as pessoas de seu conforto ou da inércia. 

Sem perguntas significativas, a tendências de fracasso é iminente.

• Uma falha no processo? Faltou um questionamento que investigasse as causas que deram origem à falha.

• As vendas não aconteceram? Perguntas inteligentes podem esclarecer o porquê.

Questionar não é opcional, mas obrigatório. Uma organização que não estimula o questionamento compromete seu futuro.

A passividade é letal. O conforto e a segurança da certeza reservam surpresas desagradáveis iminentes, pois, mesmo quando tudo parece bem, ainda cabe perguntar: “Será, mesmo, que estou vendo a realidade?”

Questione! Pergunte! Conheça as facetas possíveis de tudo quanto parece definitivo. E lembre-se: ideias sólidas paralisam; perguntas é que causam movimento e libertam. 

Ler Mais

Image

NÃO SE DISCUTE A FÉ DE NINGUÉM

Abraham Shapiro

Era uma vez um homem pobre que ganhou um burrico de um padre que dele se compadeceu. Este homem amava o animal porque o auxiliava nos trabalhos e lhe era companheiro.  

Certo dia, o burro morreu. Ele se entristeceu tanto que cavou uma sepultura no alto de um morro. Lá ele chorou por todo o dia e a noite.

Um viajante que passava por ali o viu chorando e imaginou tratar-se do túmulo de algum santo. Aproximou-se e deu-lhe um dinheiro. Outras pessoas fizeram o mesmo. 

Mais e mais foram chegando. Montaram tendas e ergueram uma capela.  Deram donativos em dinheiro, gado e bens ao homem. Doentes vinham buscar cura. 

Não demorou para o padre saber o que se passava ali.  Então veio rezar. Entrou na capela e conduziu penitências no morro onde ficava o túmulo do suposto santo. Foi quando, para sua surpresa, viu o homem pobre. Feliz por reencontrá-lo, o padre perguntou: 

- "Diga-me, filho, qual é o nome do santo enterrado aqui?"

Constrangido, o pobre começou a gaguejar: 

- "Eu vou dizer a verdade, padre. Não há santo nenhum enterrado aqui, mas apenas aquele burrico que foi presente seu. Eu o enterrei, mas as pessoas pensam ser um santo”.

O padre olhou o rapaz seriamente e então explodiu numa gargalhada. O pobre, sem entender, ficou perplexo. E o padre explicou: 

- "Lembra-se do túmulo do homem santo na montanha da cidade onde fica a minha igreja?"

- "Sim, eu me lembro" – respondeu o rapaz.

- "Pois bem, filho” – consolou o padre. “Não há santo algum enterrado lá. É a mãe do burro que você enterrou aqui".

Moral da história: As pessoas acreditam no que querem e precisam acreditar...  Inútil será tentar demovê-las disso. Fé é fé. E assim como o futebol, fé não se discute.

Ler Mais

Image

DAR CARONA PODE SER TERRÍVEL

Abraham Shapiro

Dividir o espaço no carro para ir trabalhar ou estudar pode ter muitas vantagens. Nas grandes cidades, os motoristas economizam nas despesas com o veículo, os passageiros garantem mais comodidade em seu deslocamento e o trânsito caótico se vê mais aliviado com menos carros nas ruas. 

Esses benefícios facilitam a vida de muitas pessoas que estão aderindo à prática da carona solidária. O conceito surgiu com o objetivo de evitar o uso do carro por apenas um ocupante. Consiste em fazer com que duas ou mais pessoas que percorrem trajetos iguais ou parecidos usem o mesmo veículo, dividindo os custos. E com a Internet, isso é muito mais fácil. 

Assim, nesta relação temos dois personagens: o caronista – que usufrui da carona –, e o caroneiro: que faz a gentileza de compartilhar o carro. 

Os tempos atuais fazem da carona uma solução econômica, logística, urbana e muito mais. Mas existem resistências porque muitos resistem a ser solidários a esse ponto. 

O que faz muita gente pensar mil vezes é a falta de educação dos caronistas. Eu mesmo, pouquíssimas vezes vi pessoas educadas ao usufruir de uma carona. Quase sempre acaba havendo uma inversão de poderes. Quem manda em tudo é o caronista e, ao final, o dono do veículo é quem se obriga a ser e estar disponível. Ele se torna quase um motorista.

Isto me faz pensar em  quantos problemas ambientais, sociais e outros advêm do baixo nível de educação das pessoas. De fato, o mundo seria um lugar muito melhor para se viver com ou pouco mais de humildade e gratidão.
    

Ler Mais

Image

REPUTAÇÃO EM TEMPOS DE MÍDIAS SOCIAIS

Abraham Shapiro

Manter-se conectado faz parte do trabalho de quase todo mundo, hoje. Mas isso eleva o risco de se fazer besteira à décima potência.

Uma recente pesquisa feita pela consultoria Ralf & Betzger com três mil gerentes brasileiros mostrou que 70% deles já cometeram algum erro na hora de enviar e-mails. E com a massificação dos smartphones, isso ampliou muito.

“Comportamento Digital” é um novo e forte quesito considerado na formação e desenvolvimento de colaboradores e líderes, vez que equívocos virtuais afetam frontalmente a imagem profissional e consequentemente a da empresa também. Mais do que se imagina.

Eu concordo que as redes sociais possam ser usadas para gerar negócios. Mas aquele pessoal de vendas que está sentado, olhando para a telinha do celular e digitando coisas aleatórias, dificilmente fará negócio. E isso vale para todas as outras áreas. Fofoca, passatempos e piadas só desperdiçam oportunidades. E é espantoso o despreparo das pessoas em relação ao uso das ferramentas de comunicação e interatividade. Parece que ninguém se preocupa.

Será bom saber e levar em conta que todos os processos internos de promoção funcional e de admissão avaliam o perfil no Facebook e a expressão em grupos de Whatsapp do candidato. Isto revela “n” pontos negativos e positivos invisíveis às entrevistas tradicionais e influenciam intensamente tanto sua pontuação quando a decisão final. Já é uma constante em todos os processos de que tenho participado nos últimos três ou quatro anos.

Assim, é salutar evitar exposição demasiada em ambientes virtuais. Quanto mais, maior o risco de deslizes. Reduzir a informalidade é prudente.

Diminua a zero qualquer nível de sentimento de liberdade que possa lançar dúvida sobre a sua integridade e os seus reais valores pessoais.  Tudo o que se faz na Internet é público. Então sorria! Você está sendo observado o tempo todo. 

Ler Mais

Image

CORAGEM

Abraham Shapiro

Existem algumas coisas na vida que são como ‘pequenos dínamos’. Elas produzem um poderoso benefício a partir de pequenas doses. Uma delas é a coragem.

Certa vez, um grande líder deu uma orientação a seu sucessor. Ele disse: “Seja forte e corajoso”. 

O sucessor era, já, um homem formado e experiente. Assim mesmo, o líder reconheceu a importância de incentivá-lo deste modo. Suas palavras fortaleceram o sucessor a tal ponto que ele conduziu não dez ou duzentas pessoas, mas algo em torno de três milhões de indivíduos ex-escravos e nômades... até o destino da terra de seus ancestrais a fim de que lá se fixassem. E quando chegaram, comandou-os também em sucessivas batalhas contra invasores que haviam se apoderado dela.

Sabe de quem estou falando? O líder era Moisés. E o sucessor: Josué. Ambos foram os responsáveis por conduzir o Povo Hebreu até a Terra de Israel, há cerca de 3.500 anos. 

O que os manteve com foco na missão foi a coragem. E é disso que eu falo hoje.

Sem coragem, ninguém atinge metas. 

Um pouco de coragem é atributo efetivo na vida humana para que planos sejam realizados. 

 “Seja forte e corajoso”. São as palavras de Moisés para Josué.

Incentive-se. Encoraje-se. Não é preciso demais. Basta um pouco. Só um pouco de coragem catalisa grandes acontecimentos, ações e reações. Acredite e enfrente!

Ler Mais

Image

RESPONSABILIDADE

Abraham Shapiro

Conhece a história daquela mãe que, às seis da manhã insiste em chamar o filho para ir à escola e ele só dá desculpas para ficar na cama? Depois de chamá-lo várias vezes, ele responde:

- "Eu não quero ir hoje, mãe. Eu só tenho problemas lá. Todo mundo me critica, ninguém gosta de mim. Tenho provas demais. Não estou nem um pouco animado para sair daqui hoje, mãe".

- "Você tem de ir", a mãe compassiva responde. "Não leve as críticas para o lado pessoal, filho. Você tem muitos amigos lá. E vê se levanta logo, porque você é o diretor do colégio e será um péssimo exemplo chegar atrasado ao trabalho".

O dicionário define responsabilidade como obrigação de responder pelas ações próprias ou dos outros. Mas a experiência me mostrou que responsabilidade é um estado de superação pessoal. 

Ser responsável é “puxar para si”. É enfrentar fatos e dados.

Agora faça uma análise: em todas as empresas tudo está por fazer e precisa ser feito o tempo todo para que os processos sejam desempenhados e as metas atingidas, do modo mais eficaz possível. 

E isso nunca chega ao fim. 

Assim como um aluno tem a obrigação de sair da cama e levar a sério seu desenvolvimento pessoal para crescer, o diretor da escola também deve encarar seus obstáculos: ter responsabilidade. 

E o que se consegue com isso? Algo que jamais se alcança por nomeação, nem por decreto, nem por herança e muito menos por sucessão. Em uma palavra: respeito!

Ler Mais

Image

RESGUARDE A MORAL COMO COMPETÊNCIA IMPORTANTE DA SUA CARREIRA

Abraham Shapiro

- "Consegui tornar-me supervisor na empresa em que trabalho. O que faço agora para chegar a gerente?”

Muitos fazem essa pergunta. Talvez você. 

Primeiramente saiba que as suas condições psicológicas são gigantescamente responsáveis pelo futuro da sua carreira. 

A sua capacitação técnica na área em que atua, também. 

Mas sempre e acima de tudo cuide da sua moral. 

Se você é mulher, aprenda a defender-se do assédio de eventuais superiores ao descobrirem que você ambiciona uma promoção. Há gente demais em cujo dicionário a página do verbete ‘ética’ foi arrancada. Tenha segurança em lidar com isso. Do contrário,  dificilmente você será uma profissional isenta de marcas que podem prejudicar a sua vida e a sua carreira.

Conheci o caso de uma funcionária cujo relacionamento com o dono da empresa deixou de ser só profissional e virou confusão. Anos depois de seu desligamento, sua reputação continua manchada porque o famigerado patrão divulgou o fato a vários de seus amigos que o espalharam como as penas de um travesseiro ao vento.

Portanto, trabalho não pode, em nenhuma hipótese, ser confundido com ambiente social. Não é lugar para amizades, intimidade e outros níveis de relação pessoal, mas de deveres em busca de resultados. 

Faça-se competente naquilo a que você se propõe. 

Aprenda a tratar as pessoas com dignidade e conheça o máximo possível dos negócios da empresa em que você atua. Eu garanto que assim nunca faltarão ganhos compatíveis e realização profissional. Chegar ao topo por quaisquer outros meios será, sem dúvida, razão suficiente porque se arrepender talvez para sempre.

Ler Mais

Image

APRENDA A SER MELHOR PROFISSIONAL COM O ALFAIATE

Abraham Shapiro

Hoje em dia, encontra-se quase todo tipo de roupa pronta em lojas. Você acha uma peça que se encaixe mais ou menos ao seu corpo, ajusta numa costureira e pronto! 

Mas as pessoas que fazem questão de elegância mantêm suas roupas confeccionadas por um alfaiate. 

“Tailor made” é uma expressão inglesa cujo significado é ‘sob medida’.  Mas a palavra ‘tailor’ se traduz como ‘alfaiate’. Então “tailor made” se aplica a situações em que se requer tirar medida para que saia bem feito, porque é assim que fazem os alfaiates. Mesmo que você encomende um terno novo a cada mês, o seu alfaiate fará questão de tirar as suas medidas novamente, ainda que não tenham mudado tanto. 

A lição contida nisso é maravilhosa: 

• Faça tudo sob medida. 

• Confira as medidas sempre. 

• Nunca assuma o pressuposto de que a situação anterior manteve-se inalterada até porque tudo pode mudar. 

Se hoje você deseja acertar, avalie as condições de hoje.

Um profissional consciente de seu papel não fará aproximações nem arredondamentos,  mas irá analisar cada nova circunstância. Ele estará atento às lacunas que se abriram, aos novos desafios e não se apoiará sobre a ideia de que já sabe.  Enfrentando o que fôr novo e tirando as medidas atuais, ele conhecerá as reais condições em que deve atuar.

Tire medidas. E só depois planeje ações e soluções. 

Ler Mais

Image

O QUE MANDA SÃO OS RESULTADOS

Abraham Shapiro

Se você está buscando subir na estrutura da sua empresa ou almejando novos desafios na carreira, evite confessar os seus problemas e falhas diante de colegas. Toda ajuda e orientação de que precisar, reporte-se ao seu líder ou espere o momento da sua avaliação de desempenho. 

Seja profissional por completo.  

Jamais faça piada das suas fraquezas. Utilize-as para melhorar. Converta-as em forças positivas.

Quando você divulga os seus pontos fracos, eles se solidificam mais em você. Isso dificulta sua superação e torna a sua imagem mais facilmente “quebrável”. Você perde o valor que tem e compromete por antecipação o valor que poderá ter amanhã. E quando as oportunidades de  promoção chegarem, por exemplo, você correrá o risco de não ser sequer cogitado, afinal, se você vale pouco ou nada aos próprios olhos, por que outros o valorizariam?

Faça, então, o contrário disso – sem parecer arrogante. Caminhe no sentido oposto. 

Que tal, por exemplo, ler 50 páginas por dia de bons livros? Refiro-me a livros que façam por você o que esses MBA’s, mais interessados em pagantes do que em aprendizes, fariam. 

O seu autodesenvolvimento faz mais diferença do que ganhar mais. Aliás, cabe perguntar: como você pretende conquistar a confiança dos seus superiores e assumir novas atribuições sem antes crescer e melhorar o que você é hoje?

E se você pensa que isso acontecerá por favorecimento de alguém, desista já, porque o progresso real de qualquer carreira resume-se a uma só palavra: resultados!

Ler Mais

Image

O QUE MAIS NOS FALTA HOJE

Abraham Shapiro

A grandeza das realizações do homem é reflexo de sua grandeza interior. Isto não é filosofia.

Quando o indivíduo é interiormente grande, suas visões são grandes e também seu entendimento, suas escolhas, decisões e atitudes. 

Estes atributos não se comprovam por um demonstrativo contábil de resultados, por uma relação de bens ou pela declaração de renda à Receita Federal,  mas pela qualidade de tudo o que faz.

Eu não temo afirmar que estamos vivendo a pior crise de liderança de todos os tempos, neste País. Vivemos uma escassez preocupante de gente virtuosa.

Os discursos e as propostas são vazios. Não há compromisso, nem sentimento de coletividade ou espírito de equipe. Quase todos parecem ávidos por viver um típico final de novela das nove em suas vidas, como se fosse possível. 

As pessoas querem ganhar dinheiro sem trabalho, gozando férias imensas, feriados constantes e vida fácil.

Os efeitos dos desvios e da corrupção dos últimos governos já custam o preço moral e social mais altos que uma nação já pagou em toda a História.  Triste é não haver punições à altura que sirvam de exemplo. Bilhões de reais roubados ou desviados permanecem em poder dos ladrões após dois ou três anos de prisão, dando impressão de que vale a pena roubar.

A última verdade que temos a enfrentar, o único remédio com poder de salvar o presente e o futuro, chama-se educação.

Ou quebramos essa esterilidade de grandeza – a começar por nós –, ou teremos a lamentar no futuro o lastimável e irrevogável fato de termos sido inúteis quando os nossos filhos e o resto do Planeta mais precisaram de nós.

Ler Mais

Image

CARTÕES DE VISITA: NÃO COMETA ESTA GAFE!

Abraham Shapiro

Há uma expressão em inglês que migrou para o mundo corporativo. É algo relativamente novo no País. A palavra é Matchmaker e significa “casamenteiro”, pessoa que se dedica a aproximar rapazes de moças e vice-versa.  

"Matchmaking" são eventos cujo objetivo é unir empresas que se complementam ou são sinérgicas entre si.  

Construir relacionamentos não é só importante. É essencial. Especialmente porque o networking continua sendo um excelente recurso para encontrar parceiros de negócios e oportunidades. 

Há poucos dias, participei de um evento segmentado em S. Paulo. Embora visasse a troca de informações, muitos dos presentes absurda e surpreendentemente esqueceram seus cartões de visita  no escritório. 

Você iria à batalha sem uma arma? Um profissional que anda sem seus cartões de visita está exatamente nesta condição.

Um gerente de marketing representava sua empresa nesta feira. Lá encontrava-se simplesmente uma constelação de potenciais clientes seus e formadores de opinião.

No momento em que um amigo em comum o apresentou para mim, eu dei-lhe o meu cartão. Aí ele passou a mão sobre os bolsos, abriu sua carteira e dirigiu-me uma justificativa que soou como desculpa (e toda desculpaé esfarrapada): 

- “Perdoe-me! Estou sem cartões. Mas mandarei os meus contatos por e-mail”.

Um mês se passou... e nada dos contatos daquele desconectado tolo!

Qual a interpretação disso? Acidente? Não,negligência. 

Se um responsável pelo Marketing não quer lucrar com novos e poderosos contatos, como deverá ser seu desempenho profissional sobre os resultados da empresa em que trabalha? 

Minha advertência a você, leitor querido e inteligente: 

- “Não esqueça os seus cartões. Carregue suprimento extra onde você possa se socorrer. O seu network é tudo!”

Ler Mais

Image

ENERGIA É O FATOR DECISIVO DA PRODUTIVIDADE

Abraham Shapiro

A preguiça impede qualquer um de ir adiante. 

Os animais usam suas melhores ferramentas e recursos físicos de modo efetivo: asas, garras, bico. O ser humano, porém, quase sempre fracassa em utilizar a mente –  seu ‘instrumento’ mais importante. As pessoas são capazes de fazer qualquer quantidade de trabalho para evitar pensar! Horas e horas lendo um extenso jornal de domingo, por exemplo, e alguns minutos depois:  nada...  branco mental total. E alguém poderia questionar:

- “Para quê tudo isso? O que ela aprendeu com o gasto de toda esta energia?”

Seriam realmente boas perguntas!

Tudo o que toma algum tempo seu – ler uma revista, ver um filme, um bate-papo, um passeio –consome a sua energia. Por isso deve ser útil. Quero dizer: devíamos definir sempre o objetivo antes de fazer qualquer coisa. “O que desejo atingir?”;  “Onde quero chegar?” 

Ou você determina o que quer da vida e com que parâmetro de desempenho irá buscá-lo, ou você nunca passará de um peso morto, ou uma boca a mais no mundo.

Você e eu precisamos de energia – de muita energia. A nossa energia é a força com que contamos para a realização dos nossos projetos,  dos pensamentos,  ideias etc. Direto ao ponto, aqui vai a dica: preocupe-se em aprender a gerenciar a sua energia pessoal. 

Conheça, constate, veja por si mesmo quanta energia você tem a cada dia, a cada hora,  para, logo após isto, começar a dar passos importantes e mensuráveis na melhoria da sua produtividade

Ler Mais