Image

NÃO JULGUE E NEM CONFIE SEM PROVAS

Abraham Shapiro

A abelha e a formiga eram boas amigas. A abelha gostava dos alimentos que a formiga armazenava durante o verão, e a formiga era louca por mel. Elas sempre trocavam presentes, e mantinham a convivência saudável.

Certo dia, a formiga precisou viajar e deixou a chave de sua casa com a abelha.

Passados alguns dias de ausência da formiga, a abelha sentiu a tentação de entrar na casa para se servir de um pouco de alimento. Mas seus princípios contiveram seu desejo.

Meses depois, foi a vez da abelha ter de se ausentar por algum tempo. Naturalmente, deixou a chave com a formiga, que não se fez de rogada. Entrou na casa da abelha e comeu o que pôde. Sabe por que? A formiga pensou:  

– Tenho certeza de que, enquanto deixei a chave de casa com a dona abelha, ela assaltou a minha despensa de modo tão perfeito que, até agora não achei marca alguma de seu furto. Chegou a minha vez. E, para descontar, farei um banquete.

Que história terrível. 

Veja que muitas das nossas pressuposições podem não só estar erradas como induzir a falhas graves. 

Quantas vezes você e eu agimos acreditando que fulano é isso ou aquilo, sem prova alguma, apenas por intuição ou pressuposição? 

O que vem depois é só uma coisa: problemas.

É claro que o excesso de confiança ou a falta dela pode estragar tudo. No entanto, pior do que isto, é julgar sem evidências ou provas e agir injustamente pensando estar certo.

Ler Mais

Image

O PROBLEMA É O CLIENTE

Abraham Shapiro

Aconteceu numa agência produtora de vídeos para propaganda.  O editor cometeu uma série de falhas e o filme saiu com defeitos.

Quando o chefe o questionou, além de um caminhão de desculpas, o editor concluiu dizendo que o problema não estava nele e nem nos demais colegas que haviam feito parte do projeto. 

- “O problema é o cliente”, ele disse.

Descrente do que acabara de ouvir, o chefe pediu que repetisse. E novamente ele falou sem nenhum pudor:

- O problema é o cliente!

Vamos refletir só um pouco a respeito.

Para quê existe qualquer negócio na face deste planeta? O professor Phillip Kotler diz: “De modo bem simples, podemos dizer que um negócio supre necessidades lucrativamente”.

- Professor Kotler, por gentileza: um negócio supre necessidades de quem?

E o mestre responde: 

- As necessidades do cliente.

Sem clientes negócio algum existe. Mas aquele editor de vídeos chegou ao cúmulo de verbalizar que O PROBLEMA É O CLIENTE. 

Creio irrefutavelmente que, do jeito que a economia anda, muito em breve chegará o dia em que um doido que afirme uma indignidade dessas será surrado em praça pública. E este bem que devia.

Mas enquanto estúpidos desse naipe vagueiam impunes a dizer asneiras por aí, oriento ao chefe deste pseudo-profissional que o demita sumariamente e que pague todos seus direitos, já que a lei deste país não chegou à maturidade de reconhecer que o desrespeito à “majestade do cliente” constitui-se situação inegável e legítima de demissão por  justa causa!

Ler Mais

Image

O FANTÁSTICO PARADOXO DO TEMPO

Abraham Shapiro

Num reino distante, um homem foi condenado à morte sem que tivesse culpa por seu monarca. No desespero, fez uma proposta ao nobre. Se lhe desse um ano de graça, ele ensinaria o cachorro da corte a falar. Se fracassasse, então poderiam executá-lo. 

Surpreso com o estranho projeto, o  rei aceitou.

Ao visitá-lo, os amigos do condenado acharam que ele estivesse louco quando souberam da mirabolante ideia. Então, ele lhes revelou sua estratégia:

– Meus amigos. Um ano é muito tempo. O rei pode morrer. Eu posso morrer. O cachorro pode morrer. E se ninguém morrer, vai que o cachorro aprenda a falar!

Há uma poderosa lição nessa história. E muito prática. 

Tempo é o bem mais precioso à disposição das pessoas vivas. Você concorda? Já pensou nisso? 

Quantas pessoas desprezam um dia! Mas, para uma diarista que tem de alimentar cinco crianças, um dia significa sustento. 

Um segundo é o tempo em que muitos acidentes fatais acontecem.

Aquele homem da nossa história estava certo. Um ano é tempo demais. Pode mudar o cenário de uma vida, quando não de uma nação inteira.

Certa vez um homem muito rico aproximou-se de um sábio e perguntou-lhe o que fazer para adquirir entendimento. O sábio lhe aconselhou a dedicar uma hora de cada dia ao estudo de um livro. O rico parou, pensou e disse que não era possível, pois não tinha tempo. Então o sábio lhe indagou: 

- Se você não tem tempo, o que, de fato, você tem?

Ler Mais

Image

CONHEÇA AS REGRAS DO NEGÓCIO ANTES DE ENTRAR NUM NEGÓCIO

Abraham Shapiro

Conta uma história que certa vez um pai procurou  seu conselheiro pessoal para consultá-lo se devia casar a filha com certo pretendente. O conselheiro respondeu: 

- Esse rapaz é uma boa pessoa. Ele tem apenas um defeito: não sabe jogar cartas.

O pai estranhou a resposta e indagou:

– Mas, me desculpe,  não saber jogar cartas é um defeito?

E o homem sábio respondeu:

– Para alguém que não joga cartas, não saber jogar pode até ser uma virtude. Mas se ele joga cartas e não sabe jogar, isso, sim, é um defeito, ou melhor, um grande problema.

Eu tive um amigo que lutou com grande esforço para vencer na vida. Na juventude não conseguiu passar no vestibular. Começou a trabalhar como funcionário de uma indústria e foi subindo degraus difíceis até chegar a gerente. 

Certo dia, ele ganhou a oportunidade de ter sua própria distribuidora dos produtos que a indústria produzia. Era sua grande chance de se tornar empresário. 

Mas havia um problema.  Ele detestava correr riscos. 

Eu lhe disse que qualquer homem de negócios passará toda sua vida diante de situações arriscadas e terá de decidir mesmo assim.

Para alguém que não dirige um negócio, não ter conhecimentos empresariais  não faz a menor diferença.  Contudo, se você quer ser um empresário e não sabe o que é uma empresa, os atributos de um líder empresarial e as regras do jogo dos negócios, isto,  de fato, é um sério defeito e, com toda certeza, vai tornar-se um problema talvez sem solução.

Ler Mais


Image

QUEM TEM MUITO A DIZER...

Abraham Shapiro

Você conhece o Bill Gates? Ele é o fundador da Microsoft, um dos homens mais ricos do mundo e realiza uma gigantesca obra social em vários países. 

Há alguns anos, ele foi convidado a fazer o discurso numa formatura universitária e aceitou. 

Todo mundo achava que seria um discurso quilométrico,  daqueles típicos de formaturas e que no dia seguinte ninguém lembra, senão que foi chato. 

Nada disso. Gates foi objetivo, falou por apenas cinco minutos e, ao concluir, foi aplaudido por mais tempo do que usou para discursar. 

Eu selecionei alguns pontos que merecem ser reproduzidos. Ouça:

- “Você não vai sair da faculdade ganhando 20 mil dólares por mês. Não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à disposição antes que tenha conseguido comprar o seu próprio carro e seu próprio telefone”.

- “Se você acha seu professor exigente, espere até ter um chefe. Ele não terá pena de você”.

- “Trabalhar como garçom freelance durante as férias ou os finais de semana não está abaixo da sua posição social. Seus avós teriam uma palavra diferente para isso, e essa palavra é: oportunidade”.

- “No cinema e na tevê não existe vida real. Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar duro”.

Eu imagino que Bill Gates realmente marcou a vida de todos os ouvintes com seu discurso. 

É assim. Quem tem muito a dizer, fala pouco.

Ler Mais


Image

ABANDONE A INSEGURANÇA

Abraham Shapiro 

Neste momento, quantas pessoas padecem de inveja dos colegas de trabalho, ciúme do cônjuge... Quantos não estarão sofrendo profunda dor por achar-se inferior a alguém – seja na beleza da face, nas medidas do corpo, do cabelo,  do desempenho profissional e demais situações da vida?

Tudo isso tem a mesma raiz. É a insegurança. 

Sempre que você se comparar a outra pessoa, acabará por encontrar atributos em que ela é melhor. 

Mas comparar-se a outros é um erro. 

Cada ser humano é único.  Isto inclui. Então jamais compare-se a ninguém. 

Olhe para as suas múltiplas capacidades e infinitas condições de desenvolvimento.  Depois, esforce-se para ser bom no uso delas. Seja fiel a si próprio.

Se você hoje consegue ser uma pessoa melhor do que foi ontem, este é o bom caminho.

E se alguém se sai melhor do que você, fique feliz por ele ou ela.  Não o inveje. Inspire-se com a vida dele e lute pelo seu próprio sucesso,  mediante as condições reais de que você dispõe.

Cuide de carregar o seu próprio pacote e deixe que a vida do outro seja vivida por ele.

Compita somente com a pessoa que você é até aqui e agora. Depois, trate de melhorar.

Cada coisa tem seu lugar e todo ser humano tem sua hora. Aproveite o seu tempo para se autodesenvolver e dedicar-se a superar os seus desafios e limites pessoais.

Ler Mais

Image

QUER ACERTAR SEMPRE O ALVO? ISSO É POSSÍVEL

Abraham Shapiro

Certa vez, um caçador encontrou alvos desenhados nas árvores de uma floresta e em cada um deles havia uma flecha cravada exatamente no centro. O caçador, surpreso, resolveu procurar quem seria o talentoso arqueiro autor da façanha. Seria uma honra conhecê-lo.

Quando o encontrou, congratulou-o e foi logo perguntando o que tinha feito para se tornar tão perfeito na pontaria da flecha. Seria treino insistente? 

O arqueiro fez um silêncio e então respondeu: 

- “Para mim é muito fácil. Primeiro eu atiro a flecha. E depois, onde ela acertar, vou até lá e pinto um alvo em volta, com todo o cuidado”.

Sabe? Essa história me ensina algo!

As coisas nem sempre são como a gente imagina. E se, além disso, tivermos o pensamento complicado, tudo será ainda mais difícil.

No dia em que aprendermos a ser simples e práticos, a nossa vida será melhor. Mas, para isso, a primeira coisa a fazer é vencer o antigo vício de achar que estamos sempre certos. 

Questionar essa e outras convicções que caminham conosco fará tão bem para a saúde física quanto mental de cada um de nós.

Um dia, Cristóvão Colombo duvidou de que a Terra fosse plana como todos acreditavam... até em nome de D-us. Em resposta a isso, ele desenvolveu um projeto que lhe valeu a descoberta da América.

Pense agora  em quantas conquistas você conseguirá a partir do instante em que vencer as suas maiores pressuposições e vícios mentais!

Ler Mais

Image

SAIBA PORQUÊ VOCÊ CONTINUA VIVO

Abraham Shapiro

Atenção, pessoas que atuam em vendas. 

É essencial procurar novas possibilidades na sua área de atuação. Não, não. É vital!

Como? 

Estude novos meios de fazer o que você já faz. Recrie-se. Desenvolva novas formas de abordagem a clientes. Versatilize outros assuntos durante as suas visitas e mostre mais maturidade. Aprenda uma nova técnica de apresentar os seus produtos e de expôr o que ele irá ganhar de fato com o que você vende. 

Não peça uma oportunidade. Ofereça.

Isto o colocará em um novo ponto de vista e eliminará os dois inimigos mortais de qualquer profissional que já se familiarizou com suas ferramentas de trabalho: a monotonia e o tédio.

Já foram descobertos muitos ótimos clientes que no espaço de três anos não haviam sido visitados por nenhum vendedor! Você acredita? Então, esteja certo de que há um cliente desses na sua região. E foi você, sim,  você que não o visitou!

E, por favor,  não negue. Se você for um profissional de vendas verdadeiro e positivo, você apenas irá procurar e vai achar este cliente! Com certeza! E depois, irá se admirar com a quantidade de bons negócios que ainda vai realizar. É só conduzir-se bem. 

Deixe-se dominar por uma boa ideia de sucesso e mude o seu ponto de vista. Fuja dos pressupostos antigos. 

Você é muito, muito mais do que conseguiu ser até hoje. Então lute por esta missão. É exatamente para isso que você continua vivo!

Ler Mais

Image

O PODER DA PERCEPÇÃO

Abraham Shapiro

A percepção é a mais importante ferramenta de que o homem dispõe para se desenvolver. É ela que permite ter uma nova maneira de entender algo que sempre foi sentido de certo modo. 

O que é a história da humanidade senão a luta obsessiva para melhorar sua “visão de mundo”? 

Quase tudo o que conhecemos baseia-se em “olhar e ver” as coisas. Dizemos: “Venha e veja”; “É preciso ver para crer”.  

Inventamos o microscópio para ver microrganismos; o telescópio para ver coisas distantes; os meios de transporte para nos levarem aonde possamos ver novos territórios. 

Cremos que as coisas que vemos são uma boa aproximação da realidade. A Lei fundamenta-se no testemunho visual.

Os outros sentidos existem. Mas o principal é “olhar e tirar conclusões a partir do que vemos”. 

Isso tanto é bom quanto confuso. 

Para começar, ver é diferente de olhar. Olhar consiste no simples uso dos olhos, nosso aparelho visual. Ver é “saber interpretar” o que se olha. 

É perfeitamente possível olhar e nada entender, o que significaria “não ter visto o que se olhou”. 

Ver exige que se tenha um acervo mental que discirna e forme uma decisão a respeito de “o que” se olhou e, em seguida, possibilite concluir-se algo.

Certo dia, o mundo inteiro achou que a Terra fosse plana. Era o único modelo mental que se encaixava à aparência das coisas. A percepção sobre isso só mudou quando alguém pegou um barco e saiu velejando por aí  a fim de “ver” melhor. 

Fazer experiências e ver melhor para se aproximar da verdade é desenvolver a percepção.

Eu e você necessitamos continuar a desenvolver as nossas percepções se quisermos ser gente melhor. E o nosso único limite é a morte.  

Ler Mais

Image

A CAUSA-MÃE DO SUCESSO E DO FRACASSO EM VENDAS

Abraham Shapiro

Um vendedor percorre a mesma região há anos. Ele vê os mesmos clientes e efetua frequentemente vendas muito parecidas.  Isto o convence de que as possibilidades de sua área são exatamente as que ele enxerga. 

Porém, quando este vendedor é substituído por outro de igual potencial, além de descobrir novos clientes na mesma área, o novato aumenta o volume das vendas sobre o quanto o antigo realizava. 

O que explica isto?

Nós construímos julgamentos partindo dos nossos próprios pontos de vista. E pensamos de modo absoluto, isto é, sem relativizar – opção que tanto pode produzir sucesso quanto fracasso. 

Por outro lado, ser capaz de colocar-se em um novo ponto de vista é uma habilidade bombástica,  de grande efetividade e alto poder de promover mudanças para melhor, especialmente quando existe a tendência à acomodação.

Olhe para aquele novo vendedor e você o verá conversar com todos os clientes potenciais de sua área. Ele não tem ideias pré-concebidas. Ele não sabe quem compra muito ou pouco e nem quem é bom ou mau cliente.  Ele simplesmente assume uma atitude mental positiva e indistinta em relação a todos e sem pressuposições, o que abre suas chances de excelentes pedidos.

Já o veterano é viciado e move-se sobre a convicção firme de que “este cliente não compra”, “aquele não compensa visitar” etc. 

A postura definitivamente vantajosa é a neutralidade, isto é, anule pontos de vista pré-concebidos e abandonar situações não prováveis. 

Se o esforço recompensa, esforce-se por atuar sem pressupostos. 

Ler Mais

Image

NEGÓCIOS E MENTIRA NÃO COMBINAM

Abraham Shapiro

Eu havia acertado a agenda com aquela pessoa cinco dias antes da data. Nosso encontro era de seu total interesse. 

Na véspera, eu encontrava-me fora de Londrina e fiz de tudo para chegar o mais rápido que pude, vez que o horário marcado seria o primeiro da manhã seguinte e eu queria ser pontual, como gosto.

Meia hora antes de sair de casa, recebo uma mensagem por Whatsapp. Era o meu interlocutor informando que as chuvas o impediam de chegar. Ele vinha de uma cidade próxima e, de sobra, dava conta de que um dos pneus de seu carro havia estourado.

Eu compreendi a justificativa, que parecia legítima naquelas condições, e lamentei tanto pelo meu esforço do dia anterior como pelos problemas dele. 

Poucos minutos depois, no entanto, o meu sentimento de justiça converteu-se em indignação. Fui notificado pelo Facebook que o fulano encontrava-se  numa empresa a 100 km no sentido oposto a Londrina. Creio ter ele se esquecido de tudo o que me dissera e, tentado pela vaidade, postou o mapa de sua localização instantânea. Traduzindo, a história que me fora contada minutos antes era a mais deslavada, inútil e desnecessária mentira.

Se é que o mentiroso tem de ser bastante inteligente para não cair em contradição, eu estava diante da revelação de que o nosso “mui amigo” é um autêntico parvo em querer passar-me para trás ao mesmo tempo em que não se contém exibir sua suposta eficiência a amigos  da mídia social e a seu patrão.

Talvez nada disso devesse estar descrito num artigo de apelo profissional, eu sei, exceto pela grandiosa lição por trás do fato. E a lição é: negócios e mentira não combinam, mesmo que milhões de gentes –  todos os dias e em todo lugar – continuem insistindo. 

Ética e transparência são irmãs puras e sagradas da verdade. Por isso, não há recompensa alguma em se lançar mão de justificativas fabricadas sobre a mentira – nem ao desmarcar uma agenda, nem ao telefone e muito menos no curso de uma negociação. 

Qualquer profissional que precise mentir para justificar-se nestas e outras circunstâncias, além de enganador barato, burro e nivelado aos piores amadores, demonstrará ser, de fato, um covarde desprezível!

Ler Mais

Image

SEM METAS CLARAS VOCÊ SEMPRE ESTARÁ POR BAIXO

Abraham Shapiro

Uma meta não é um desejo. É completamente diferente. 

Toda meta é clara, objetiva e específica. Pode ser descrita com rapidez e facilidade para qualquer pessoa. Pode também ser medida. E você é capaz de saber se a alcançou ou não.

Um dos problemas porque as pessoas não estabelecem metas para suas vidas é o fato de ser absurdamente possível formar-se em muitas importantes universidades do país sem ter recebido uma hora de aula sequer sobre o tema “estabelecimento de metas”. 

Parece que as pessoas que elaboram as grades curriculares são completamente cegas para a importância de se ter metas para conseguir sucesso. E se você não ouve falar de metas até chegar à idade adulta, como acontece com tantos, esteja certo de que não terá a menor idéia da importância que elas têm em tudo o que faz.

"Você estabeleceu metas claras, por escrito, para o seu futuro e fez planos para concretizá-las?" Esta pergunta foi feita aos formandos do programa de MBA de Harvard em 1979. 

Descobriu-se que apenas 3% dos formandos tinham meta escrita eum plano para atingi-las. 13% efetivamente tinham metas, mas não as haviam escrito. E 84% não tinham qualquer meta específica, a não ser terminar o ano letivo e curtir o verão.

Dez anos depois, os pesquisadores voltaram a entrevistar aquelas mesmas pessoas. 

Os 13% que tinham metas não escritas estavam ganhando, em média, o dobro dos 84% de estudantes que não tinham meta alguma. 

Mas o mais surpreendente foi que os 3% de formandos que tinham metas claras e por escrito ao deixarem Harvard estavam ganhando, em média, dez vezes mais que os outros 97% juntos. A única diferença era a clareza das metas que haviam estabelecido para si mesmos ao se formarem.

E então? Que tal estudar este assunto mais de perto, e depois pô-lo em prática para tomar novos rumos?

Ler Mais

Image

NINGUÉM ESTÁ LIVRE PARA FAZER O QUE BEM ENTENDE

Abraham Shapiro

Se você é reconhecido pela sua integridade e tem reputação livre de advertência, atente-se à minha pergunta:  será necessário que você faça questão de prestar contas e adotar critérios de transparência perante outros?

Muitas vezes eu escuto pessoas dizerem: “Não me importa o que pensam de mim, eu sei que faço  a coisa certa”. 

Apesar de que temos, sim, de fazer coisas certas diante aos olhos de D-us e dos homens, precisamos tomar todo o cuidado para não dar uma impressão equivocada aos nossos companheiros.

Eu aprendi dos meus antepassados que há cerca de dois mil anos, quando o tesoureiro entrava nos cofres do Templo de Jerusalém, ele não podia utilizar roupas que lhe permitissem esconder dinheiro, como calça com bolsos, sapatos fechados ou sacola.  Esta precaução era tomada não por dúvida de que ele podesse roubar, mas somente para que as pessoas não pensassem isto dele. 

Agora, imagine em que nível um líder – seja ele empresarial, do governo, de qualquer instituição ou grupo –  deve cuidar-se para não levantar julgamentos desviados da boa reputação que é esperada dele! 

Ninguém vive isolado. Somos uma comunidade, uma nação, onde as informações viajam de um ponto a outro à velocidade da luz. Isso põe cada um de nós debaixo da obrigação de inspirar os outros por meio de cada atitude que praticamos e de elevar o patamar de comportamento aceitável. 

Goste você ou não, todos somos modelos de comportamento aos demais à nossa volta. E as ações de qualquer pessoa têm o poder de gerar uma imagem negativa para si mesma, para sua empresa, para a cidade, o estado, o país... não importa quem ela seja ou o cargo que ocupe. 

Ler Mais

Image

COMO FAZER A INTEGRAÇÃO DE NOVOS FUNCIONÁRIOS

Abraham Shapiro

Toda ação foi antes um pensamento. 

Você já deve ter ouvido a frase: “quem casa quer casa”.  Ela retrata que a casa ou a residência do casal precede à união do casamento. 

Do mesmo modo, o pensamento precede a prática. E esta é uma lição crucial para a vida. 

Toda pessoa necessita conhecer seu objetivo final, seu propósito maior. Só então suas atividades terão um sentido e um significado real.

Então pare um instante e pense. Quantas pessoas na sua empresa sabem o que estão fazendo lá?

O processo de integração de um novo funcionário deve, acima de tudo,  informar, comunicar e conscientizar o empregado daquilo que é sua finalidade, o porquê dele ter sido contratado, a fim de que ele não tenha dúvida ou faça suposições.

Eu vou mais além. É por isso que a sabedoria é importante. Se vivermos a vida sem pensar, tratando apenas de resolver as situações que surgem ao longo do caminho, vamos passar tempo demais,  talvez a vida toda, construindo estruturas que não têm sentido algum. E isso inclui o trabalho, é claro.  

Eu chamo a sua atenção a fim de fazer que a sua prioridade seja entender o objetivo da sua vida, do seu trabalho e de tudo o que você se propõe a fazer. Do contrário, “se você não sabe aonde se dirige, você nunca chegará a lugar nenhum”.

Ler Mais

Image

O QUE FAZ A REALIZAÇÃO PROFISSIONAL

Abraham Shapiro

Do que depende a realização profissional? 

Se fizermos uma pesquisa com grande número de pessoas, descobriremos que não depende do que elas fazem, mas de “como” fazem. 

É grande ilusão pensar: “Sou um pedreiro fracassado; penso que seria um sucesso como alfaiate”. O desafio de qualquer área profissional está no valor que se vê em desempenhá-la. 

Posso provar. Imagine-se, por exemplo, fazendo um trabalho que consista em carregar uma lata d’água do chão para sobre uma mesa e da mesa para o chão. Suponha que você ganhe R$ 5 mil reais mensais por fazê-lo ao longo de oito horas por dia. Quanto tempo você suportaria fazer isso? Penso que bem pouco. Por quê? Falta uma razão, um sentido para esta tarefa. Dinheiro algum compensaria.

Por outro lado, há poucos dias conheci um mecânico que mostrou que o defeito do meu carro era apenas a falta de um parafuso, e nada cobrou por isso. Eu estava muito inseguro e temeroso de ser enganado, como tantas histórias que ouço por aí. Mas diante do que vivi, ele me fez confiar.  Após esta  atitude passei a indicá-lo para dezenas de amigos meus. O mais sensacional é ver que ele faz o que faz com prazer. Creio ser por isso que ele é um grande mecânico e ganha muito dinheiro em sua oficina.

Ao mesmo tempo não é curioso que nunca alguém me recomendou um médico por ele ter aprendido a ganhar muito dinheiro em sua profissão. O porquê relaciona-se com o fato de que realização é, e sempre será, o resultado de fazer bem o que se faz.

Infelicidade profissional não se resolve com mudança da área de atuação, estou certo disso, mas sim com uma visão nova da pessoa sobre o que ela faz. 

O que mais vale nessa vida é ser intenso, e não extenso. A perfeição não está na quantidade, porém, na qualidade. Tudo que é excelente e valioso é pouco e raro. Quantidade sozinha não passa de mediocridade.

Ler Mais

Image

A BOA ESCRITA NOS NEGÓCIOS

Abraham Shapiro

Nos Estados Unidos, um terço dos executivos escrevem mal. Li isto na Revista de Negócios de Harvard em sua edição americana. Desconheço as estatísticas brasileiras. Mas a julgar pelos emails que leio, é provável que estejamos piores.

Leia bem o que declaro a seguir. 

Preocupe-se demais com a sua expressão escrita. 

Muitos de nós nos atrapalhamos ao buscar as palavras certas em um texto de negócios. 

Quantas vezes você esteve confiante em relação à ideia, e na hora de digitar ou escrever não conseguiu expressá-la em palavras? 

Não tem que ser assim. Isto pode mudar. Não só pode como tem que mudar!

Se você fugiu das aulas de Língua Portuguesa ou aproveitou-se dos colegas quando teve de redigir os trabalhos da faculdade, jogue luz sobre esta área sombria do seu currículo. Contrate um bom professor e aprenda tudo o que não sabe. Estude  e pratique redação. Caso ainda não tenha recursos para investir, busque cursos e dicas no YouTube. Há muitos lá. E gratuitos. 

Não deixe a sua escrita limitar o seu potencial. Quando você está pressionado pelo tempo e se atrapalha com as palavras, a tendência é descartar a boa escrita achando que escrever certo seja um luxo. Não é nada disso. 

Escrever corretamente é uma habilidade de que o seu sucesso depende crucialmente, sem contar a perda de tempo, dinheiro e influência que se acumulam quando os seus e-mails, propostas e outros documentos importantes não convencem as pessoas que deviam.

Direto ao ponto: melhore a sua escrita. Isso conta no seu desempenho muito mais do que você calcula.

Ler Mais

Image

NÃO LIGUE-SE A CRÍTICAS

Abraham Shapiro

Reagir ou não a críticas negativas é uma decisão importantíssima. 

Uma regra de sabedoria diz: “Não deixe que críticas o assustem.  Limitar-se a agir por temor a críticas e julgamentos pode paralisar.” 

Vamos com calma. 

O que é um crítico? É alguém que procura erros sem ser autorizado. 

Uma das coisas mais fáceis de fazer é olhar para a vida dos outros e encontrar falhas.  E sabe quem melhor faz isso? Os despreparados e os insignificantes. Como muitos desses não têm esperança de crescer com base em seu próprio valor, então depreciam os demais. 

O que fazer? Aja. Não se importe com críticas.  Saiba e conscientize-se de que ninguém para ou irá deter-se a fim de avaliar as suas virtudes e boas intenções. Esperar que o mundo o trate com justiça só porque você é bom sujeito ou bom profissional é o mesmo que achar que um touro não o  atacaria só porque você é vegetariano.

A verdade é que “quem só dá chute nos outros nunca conseguirá manter-se sobre os próprios pés.”

Seja você a pessoa justa. Exercite-se a enxergar os pontos positivos de quem está à sua volta e evite tornar-se um crítico gratuito, até porque as mãos de quem atira lama estão sempre sujas. Este comportamento, sim, fará de você um indivíduo querido e admirado.

Enfim, não tema críticas. Tenha um lugar ao sol. Mas não se exponha demais. Evite bolhas e queimaduras, mesmo usando protetor solar. 

E lembre-se que pessoas convictas de fazer a coisa certa, usam as críticas como elogios.

Ler Mais

Image

COMO DESENVOLVER NOVAS COMPETÊNCIAS

Abraham Shapiro

Qual é a nossa meta como seres humanos? É o aperfeiçoamento; a melhoria contínua; o desenvolvimento pessoal. 
 
É o investimento de recursos em nós próprios a fim de fazermos melhorar a personalidade, as características pessoais e as competênciais. 

Porém, ocorre que geralmente ficamos tão ocupados com afazeres  corriqueiros e com a busca pelo sustento que lembramos quase nada do que pode nos fazer melhores. E o pouco tempo que resta perdemos frente à televisão ou outras atividades que só nos roubam e não ajudam a refletir sobre quem, de fato, somos ou o que tenhamos a melhorar. 

O resultado é parecido com um CD dentro da nossa mente que toca mensagens subliminares sobre nós. Às vezes elas são negativas, do tipo: “Eu sou um fracasso”;  “Não sou inteligente”; “Nunca serei alguém na vida”; etc”. Quando são assim, é preciso mudá-las se quisermos  atingir o nosso potencial. Mais que isso. É necessário nos envolvermos com situações que anulem o nosso negativismo interior e insiram falas positivas neste CD mental. 

Por isso, leia mais; ouça e estude coisas boas.  

“Educação é aquilo que sobra depois que esquecemos tudo o que estudamos”. 

Adquira atitudes que lhe farão bem na vida, no trabalho, nos relacionamento. Deixe-se influenciar por isso para que se solidifique. Alguém certa vez me disse que devíamos levar esse trabalho tão a sério a ponto de até o coveiro ficar triste no dia da nossa partida deste mundo. 

Pense nisso!

Ler Mais