Image

O PERIGO DE NÃO FAZER CONTAS

Abraham Shapiro


Dois tipos de pessoas representam perigo iminente: as que não sabem fazer contas, e as que sabem, mas não fazem.

Pessoas que não sabem fazer conta do que falam: machucam, inserem discórdia onde podia haver paz e dispersam em vez de unir.

Pessoas que não fazem conta do dinheiro que gastam, acham tudo barato, estão sempre desprovidas de recursos próprios e acabam pobres, quando não falidas e dependentes.

No entanto, piores do que estas são as que sabem fazer contas, mas não fazem.

Piores por quê?

Elas podiam ajudar, mas fazem questão de atrapalhar.

Elas podiam somar, mas subtraem por opção.

Podiam construir. Mas destroem.

Tudo isso porque teimam em não fazer contas.

Sabe o elas são, de fato? Inconsequentes.

O que fazer por essas duas categorias de gente?

Aos que não sabem fazer contas, ensine-os. Convença-os do quanto perdem pelo que desconhecem. E dê-lhes o conhecimento que ignoram e necessitam.

Quanto aos que sabem fazer contas, mas não fazem, afaste-se deles.  O prejuízo que causam chegará até você, cedo ou tarde.   

Ler Mais

Image

GUARDE OS SEUS SEGREDOS EM SEGREDO

Abraham Shapiro

Eu estava numa banca de jornal quando um ouvinte do meu boletim na CBN se apresentou espontaneamente a mim. Ele estava com seu filho, um garoto de nove ou dez anos de idade, que logo entrou na nossa conversa. 

Então lhe perguntei:

- “O que você quer ser quando crescer?”  

E ele: 

- “Vou ser cientista”... 

E se entusiasmou dizendo que já estuda física, astronomia etc. Aí, ele completou: 

- “Tio, eu tenho uma ideia genial de produzir um vídeo...” – e começou a falar a respeito. De repente, ele parou e nos surpreendeu ao dizer: 

- “Ah. Eu já falei demais. Alguém pode ouvir e fazer antes de mim!”

Eu adorei. E ri muito. 

A melhor coisa a fazer pelos seus planos é mantê-los em segredo. Caso tenha de compartilhar com alguém, que seja com quem  tenha alguma afinidade desinteressada com você e sabedoria para cooperar, é claro. 

Quanto a sair por aí divulgando ideias e visões, pense nisso como atitude de alto risco. Pode despertar a concorrência e, pior, a inveja.  

Guarde-se da atenção excessiva. Há muita gente incapaz de conviver com o esforço positivo dos outros. Seus olhos são como armas de fogo miradas para atirar em você.  Opte pelo silêncio e pela  discrição. 

Firme-se primeiro. Ponha os seus planos em prática e, após vê-los realizados ou em estágio avançado de progresso, publique-os somente se for preciso e, mesmo assim, para as pessoas que pagarão para beneficiar-se deles.

Ler Mais