Image

NINGUÉM VENCE UMA EQUIPE DE VERDADE

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

A palavra concorrência, em negócios, tem muitos significados. Pode ser a disputa declarada ou não de empresas de um mesmo segmento em função de Preço, Praça de atuação, Propaganda ou mesmo Produtos. Eu tenho visto que concorrer nesses 4 P´s é relativamente fácil. Vai sempre depender de uma boa estratégia e de recursos financeiros para investimento. Veja, por exemplo, a guerra entre a Coca-Cola  e a Pepsi, que dura várias décadas.

Mas há um fator de que normalmente muitas empresas se esquecem de considerar. Um  poderoso diferencial competitivo. As pessoas. 

No que concerne a gente atuando na empresa nada se comporta como 2+2=4. 

Pessoas sozinhas são sempre limitadas. Já em grupo, tendem a produzir resultados maiores do que isoladas. Mas se, em vez de grupos, elas se sentirem parte de uma equipe, o produto da sinergia delas com os demais tende ao infinito – tanto na qualtidade quanto na qualidade.

Com uma equipe poderosa não há dinheiro que compita.

Portanto, o  desafio da competitividade encontra-se em fazer um grupo tornar-se uma equipe.

Isso é o que um gerente de verdade saberá fazer como ninguém mais. Por isso ele é digno de ser chamado: gerente.

Ler Mais

Image

FUNCIONÁRIOS ESTÚPIDOS E GRANDES PREJUÍZOS

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Quantos funcionários estúpidos estão no quadro da sua empresa?  Estúpido significa  pouco inteligente ou burro. 

Se você não sabe, devia. E se pensa não haver nenhum, continue lendo, por favor. 

Eu e um amigo estávamos num famoso café da cidade. Fiquei no cafezinho espresso enquanto ele pediu um sanduíche de queijo, tomate e folhas de alface em pão de forma -  detalhe : sem presunto. 

Então perguntei ao garçom: 

- “Você não vai anotar o pedido?”

Ele apontou sua cabeça com o dedo indicador, alegando, por mímica, que sua memória dispensa anotações. 

Resultado: veio o presunto. É claro. É a receita que estava no cardápio e a cozinha só o tiraria se houvesse uma anotação clara.

Meu amigo mandou trocar.  De novo o mesmo erro. Só no terceiro sanduíche o pedido veio certo. 

Tudo podia ser diferente se o estúpido garçon não confiasse em sua memória de pernilongo ou percevejo.

Agora pense comigo. Se este garçom sozinho faz isto, imagine quanto prejuízo não causam todos juntos. Inclua cozinha, caixa, atendimento telefônico...

Há alguém na sua empresa que contabilize os erros que os funcionários cometem? 

O futuro de qualquer negócio depende do valor que se dá a cada coisa, a cada procedimento e atitude. É uma somatória. 

Quando os funcionários sabem que é importante melhorar o desempenho porque lhes foi insistentemente falado e ensinado, isso se incorpora na vida deles. Então saberão que nesta empresa é assim  e passarão a filosofia aos novatos como sobreaviso. Torna-se uma cultura.  

No entanto, quando ninguém jamais se preocupa com melhorias, nem se toca no assunto, a lição subliminar que fica é que “tanto faz”. E eles pensarão: “Por que fazer melhor?”  

Existem mais razões porque eventualmente o seu negócio não esteja indo bem do que todas aquelas suposições místicas que você imagina ou cria. Pense mais e melhor nisso.

Ler Mais

Image

LIVRE-SE DAS INUTILIDADES

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Há pessoas apegadas a coisas das quais não conseguem se desfazer de modo algum. Juntam, guardam e acumulam a ponto de não perceberem. Os efeitos são negativos, com reflexos em muitas áreas da vida e do trabalho.

Lembro-me de uma conversa entre um funcionário e seu gerente:

- Chefe, os nossos arquivos estão superlotados. Posso me desfazer dos que têm mais de 10 anos?

- Sim –  responde o chefe. Mas não se esqueça de fazer cópia de todos eles!

Juntar coisas inúteis freia o desenvolvimento pessoal. Geralmente estas pessoas o fazem porque os objetos as ligam a lembranças e pessoas. Estão presas a um passado que muito lhes vale. 

O sentimento de gratidão por tudo o que estes objetos proporcionaram de bom e às pessoas a eles ligadas pode ser o princípio da cura.  Guardar uma peça de lembrança significativa de cada pessoa ou momento importante seria um passo importante.  O restante pode ser doado. 

Livre-se de coisas inúteis e sem propósito. Abra espaço para o novo. Talvez  esta seja a condição para acesso a um novo futuro na vida. 

Ler Mais

Image

UMA HISTÓRIA SOBRE A LIBERDADE DO AMOR

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Certa vez, o índio guerreiro Sioux 'Touro Valente' e a bela 'Nuvem Branca' chegaram à tenda do pajé da tribo e lhe pediram: 

- “Nós nos amamos e queremos nos casar. Buscamos o seu conselho para que sejamos felizes.”

O velho, emocionado, ao vê-los ansiosos por sua palavra, lhes diz: 

- “Há algo a ser feito, sim, em favor de vocês, ainda que difícil. Você, Nuvem Branca, suba  ao monte do norte e, no prazo de três dias, capture o falcão mais forte. Traga-o aqui, com vida. E você, Touro Valente, escale a montanha ao sul. No topo dela encontrará o ninho das águias. Apanhe uma delas e traga-a viva para mim também em três dias!”

Os jovens se abraçaram e partiram para sua missão. 

No dia estabelecido, os dois chegaram à tenda do pajé. 

- “Aqui estão as aves” – disseram eles. 

E o velho ordenou: 

- “Amarrem uma das patas de cada ave entre si com esta fita de couro e depois soltem-nas para que voem livres”. 

Eles fizeram o que foi ordenado. Porém, a águia e o falcão não conseguiam levantar voo. Irritadas, elas se bicavam como que pudindo a outra pelo insucesso de seu voo. 

Então o velho disse: 

- “Jamais esqueçam o que vocês viram agora. Vocês são como a águia e o falcão. Se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão se arrastando, como culpando-se mutuamente por não voar.” 

Então o pajé cortou a fita de couro e liberou as aves:

- “Se quiserem que o amor entre vocês perdure, voem juntos, porém nunca amarrados. Libere a pessoa que você ama para que ela voe com as próprias asas”.

Moral da história: Respeitar o direito que todas as pessoas têm de voar rumo ao próprio sonho é a principal lição a ser aprendida quando se busca saber que somente livres elas são verdadeiramente capazes de amar. 

Ler Mais

Image

COMPROMISSO COM A CAUSA

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Você sabe quem é o funcionário comprometido com a sua empresa e sua missão? É aquele que tem prazer com o que faz. 

Ele sente orgulho ao falar do trabalho que realiza e não o vê apenas como meio de ganhar a vida, ou como um “emprego”. Talvez até não esteja completamente satisfeito com as políticas da empresa, mas não deixa que isso influencie negativamente seu desempenho. 

Conclua o que digo através de um fato ocorrido há poucos dias.

Era véspera de um importante treinamento na empresa, marcado há dias. O vendedor chega a seu gerente e diz:

- Seu Luis, estou com um problema. Amanhã à noite é a decisão do campeonato de futebol e eu não perdi nenhum jogo do meu time nessa temporada. O senhor me dispensa do treinamento? 

O gerente, mais que rapidamente, pontua ao vendedor uma possível solução:

- Bem, meu caro, use a tecnologia. Grave um vídeo e assista depois.

Ao que o vendedor lhe responde:

-  Muito obrigado, senhor! É ótimo saber que posso pedir para alguém gravar o treinamento.

Definitivamente confie no que direi: é importante avaliar os seus colaboradores quanto ao comprometimento com a causa porque vocês lutam. E tão logo você saiba, verá a relação diretamente proporcional entre esta competência e os resultados alcançados até então.

Ler Mais

Image

MISSÃO: CRIAR ESTRELAS

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

O diretor daquela indústria compareceu à reunião no cliente potencial acompanhado de todo seu staff operacional. O negócio em andamento seria um grande contrato para fornecimento de matéria prima. 

A gerente de compras iniciou a reunião fazendo perguntas sobre possíveis problemas que eventualmente aconteceriam no fornecimento. O diretor tomava a frente e respondia cada uma. 

A certa altura, a mulher teve a ousadia de fazer-lhe um questionamento direto: 

- “Como seria se algo acontecesse ao senhor?”

Esta pergunta sutil seria facilmente respondida se aquele diretor fosse “uma equipe” com seus funcionários. Mas ele  não era. Por isso  ficou calado e perdeu a chance de exaltar as qualidades daqueles profissionais que o acompanhavam. Seu silêncio evidenciou que ele era o centro da operação.

O resultado desse encontro? O negócio não aconteceu. E dias depois a empresa compradora fechou contrato com o concorrente daquele fornecedor.

Chefes centralizadores querem saber de tudo e decidir tudo. Não delegam responsabilidades a ninguém  porque não confiam nos demais ou em si mesmos. Por isso, o que conseguem, no máximo, é um grupo de puxa-sacos. Nunca uma equipe. Conheci um desses que vistava até notas fiscais de papel higiênico da empresa. 

Se você é centralizador, a sua empresa está em apuros. Busque ajuda. 

Os americanos dizem uma frase interessante a esse respeito: “O verdadeiro objetivo de um ótimo gerente é criar estrelas, e não ser uma”.

Ler Mais

Image

O ATENDIMENTO EXCELENTE DO QUE DEPENDE?

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Clientes são exigentes. Na verdade, clientes são muito exigentes. E sensíveis também. Se você não os agrada e não é objetivo, eles simplesmente se chateiam e vão embora. E se tiverem de voltar, eles virão mal humorados.

Todos querem um atendimento ótimo – no banco, na farmácia, ao telefone... Mas não é simples e nem fácil. Esse tal de atendimento precisa ser compreendido primeiro em seu  significado e depois na prática.

É claro que sorriso e cordialidade são importantes. Mas sinceridade é essencial.

No restaurante, por exemplo. Se o garçom lhe diz que o seu prato vai levar de 10 a 15 minutos quando em média leva trinta, como você se sente? E o vendedor da loja ao dizer que esta peça está linda quando você vê no espelho que mais parece um palhaço?

Cliente nenhum quer sentir-se enganado. 

E agora o mais importante.  Para que cheguemos não ao atendimento ótimo, mas excelente, o que é preciso? Em uma só palavra? Amor. Amor pela missão. Amor pelo objetivo. Amor pela que é preciso ser feito. 

Você ama o que faz? Ama atender pessoas, ajudá-las através do que você vende? Através do que você fabrica? 

Anote no seu manual de conquista do sucesso: “Se você deseja ser excelente, desista agora se não sente amor pelo que faz. Excelência só com amor é que se consegue!”

 

Ler Mais

Image

DINHEIRO NO LIXO

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Todo mundo sabe o que é desperdício e que é preciso evitá-lo.

Desperdiçar é esbanjar. É gasto que nada produz. É o papel sem uso que vai para o lixo. A caneta que ainda tem carga e já foi substituída. A lâmpada deixada acesa sem ninguém no ambiente. A água da mangueira que a mulher usa em lugar de uma vassoura. Enfim: desperdícios!

Eu me lembro de quando as construções civis perdiam enormes quantidades de material. Hoje, as construtoras fazem um trabalho intenso e o minimizam a próximo de zero. 

Você evita desperdício de energia, de comida, de material de limpeza porque o desperdício custa dinheiro. Ele reduz o seu ganho. E se esconde em pequenos detalhes.

Mas ele também está presente na vida profissional não apenas nas coisas. Quanto tempo e energia humana se desperdiçam no dia a dia? 

E sabe o que é ainda pior? São as pessoas sem consciência e sem educação. As que poupam o que é delas, mas “pisam fundo” no que é dos outros. 

O que se espera de qualquer indivíduo – pobre ou rico –, hoje,  é postura íntegra tanto com seus recursos, quanto com os de outros. Não importa de quem sejam. 

Cuidar bem e evitar desperdício são atitudes que revelam respeito e consciência. 

Então, por favor, faça a sua parte. E que seja um exemplo. 

Ler Mais

Image

PALHAÇADA QUE CUSTOU CARO

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Um vendedor de refrigerantes de Minas Gerais participou de uma palestra motivacional de vendas em que foi convidado a rebolar em público. Após isto, ele moveu uma ação jurídica contra a empresa. Vai receber uma indenização por danos morais. Tive conhecimento do episódio numa nota da assessoria do Tribunal Superior do Trabalho. Ele alega que após o evento, passou a sofrer bullying a ponto de seu chefe fazer chacota em público sobre sua opção sexual.

Há empresas demais para quem motivação é sinônimo de palhaçada e algazarra durante uma convenção.

Levam os funcionários a um bom hotel, contratam palestrantes que se aproveitam desta crença maluca e, com dinâmicas questionáveis – e às vezes até imorais –, cobram uma fortuna para promover gritarias e piadas com que imaginam provocar mais vendas.

Motivação não é isso, mas algo interior ao ser humano. O que motiva funcionários é o ambiente de trabalho respeitoso, psicologicamente saudável e ações objetivas, como treinamentos e orientações que visem à produtividade. Ensine “o que” eles devem fazer, “como” fazer e “o padrão de desempenho” que é esperado. Depois, remunere-os por méritos mensuráveis.

O entusiasmo que provoca uma palestra destrambelhada de gritos e farra é instável e desaparece em poucas horas. É estupidez! Aquela empresa de Minas com certeza aprendeu esta lição.

Ler Mais

Image

JÁ RESOLVEU OS SEUS PROBLEMAS DE HOJE?

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Um professor me disse, certa vez: “Os meus pais, mestres e colegas me ensinaram muito. Mas foi dos meus alunos que eu mais aprendi”.

Eu adorei ouvir isso. 

Dos mestres e dos pais é normal aprender. Mas um professor se defronta com desafios inesperados e surpreendentes das perguntas e dúvidas de seus alunos. Esses desafios não estão em livros. Causam desconforto e às vezes até embaraço, mas são oportunidades gigantes para que o professor suba novos degraus na escada do conhecimento e da sabedoria de como ensinar. Ele agora pode chear aonde nunca havia chegado até então.  Foi o apertoe a dificuldade daqueles questões que produziram isso.

Na vida, na empresa e na carreira profissional todos nós nos deparamos com problemas. Alguns são simples, mas difíceis. Outros, complicados.  E incomodam. Tanto é que muita gente que os detesta e até desejariam que não existissem. Talvez tenham medo de que o fracasso em superá-los arranhe sua imagem ou status.

Mas as pessoas de caráter e que entendem o propósito de viver não fogem dos problemas. Elas sabem que não há vida sem eles e por isso dedicam-se a conhecer suas causas e tomar decisões para resolvê-los. E aprendem com cada um. 

As crises e os problemas são importantes. Eles desenvolvem as habilidades e a visão de consequências.   Conseguir um diploma hoje em dia é fácil. Contudo, graduação nenhuma habilita o ser humano a superar desafios.  Só pessoas persistentes que conseguem, porque  se esforçam.  Isto é a vida real.  

Ler Mais

Image

COMODISMO JAMAIS!

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Certa vez, fiz um processo de seleção de vendedor. Consegui um candidato com boa experiência e perfil. Vestia-se bem, boa comunicação e mostrava clareza de entendimento a tudo o que eu propunha. 

A empresa o contratou.

Em poucos meses sua carteira de clientes já era satisfatória e havia grandes oportunidades para crescer. Só que o patamar de vendas que ele atingira já lhe dava o ganho que ele desejava. Então não tinha ambição de prosseguir crescendo. 

Ele estava acomodado!

Comodismo é uma doença. Para manter-se vivo ninguém pode se acomodar.  Não estou falando de ganância, mas de ambição: desejo de mudar a condição atual para melhor sem pisar em ninguém. 

Se uma pessoa tiver fortuna que lhe garanta subsistência pelo resto da vida, ainda assim ela deve fazer um esforço para conseguir seu sustento de cada dia. É que esforço produz autorrespeito. 

Quem quer colher frutos, tem de plantar uma semente e cultivá-la até a colheita. Por qualquer outro modo, o fruto será só uma bonita e boa intenção, porém inútil. 

Todo efeito requer uma causa. Ação e reação. Descansar antes de cansar-se não é digno de quem quer, de fato, atingir o propósito deste mundo, já que a prova da vida é a ação, é o  movimento, é a  atitude.

Ler Mais

Image

A SUA EMPRESA TEM UMA MISSÃO? SEJA FIEL A ELA

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Um grande restaurante fast-food especializado em frangos decidiu melhorar seu desempenho financeiro reduzindo o desperdício. O frango preparado e não vendido tinha que ser descartado, o que era uma perda. O proprietário então ordenou ao gerente que mudasse esta situação o mais rápido possível.

O gerente obedeceu e acabou com as sobras. O frango não seria processado antes que tivesse sido pedido pelo cliente. 

Ótimo, não fosse um pequeno detalhe. O restaurante fast food se transformou num dos mais lentos da cidade. E depois disso, o boca a boca dos clientes mal atendidos arruinou de vez o negócio. O desperdício diminuiu, sim. Mas as vendas despencaram.

O que deviam ter feito? Tudo o que fosse necessário, sem esquecer que se tratava de comida rápida.

E quanto às suas decisões junto do seu pessoal? Tem certeza de que elas não estão causando mais confusão do que resolvendo problemas?

Reduzir o desperdício naquele restaurante era importante. Ia melhorar o resultado financeiro. Mas a prioridade de atender rápido os clientes jamais devia ser esquecida.

Se você não quer ver o seu negócio naufragar, tenha uma missão na sua empresa e pratique-a todo o tempo. Seja eficiente. Mas nunca deixe de ser esperto!

Ler Mais

Image

PRESERVE O NOME, A HONRA E A EMPRESA

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

“A chance de quebrar a cara em tempo de crise é muito maior do que a de ganhar com ela. O mais sensato é ficar quieto. Aprendi que a melhor maneira de lidar com esta situação é sobreviver; se você sobrevive, consegue ganhar depois.”

Estas palavras são do Sr Elie Horn, um dos maiores empresários da construção civil do país e Diretor Presidente da Cyrela. 

Ele diz mais: 

“Aprendi a apanhar, calar a boca e não ter orgulho. Em geral a humanidade é arrogante. Mas uma crise faz todo mundo pagar o preço. 

Quando esta crise começou, eu ouvi palestras e conversei com mais de cem especialistas. A verdade é que ninguém consegue prever nada. E nunca consegue. Tenho para mim que esta  é uma lição divina a nos dizer: ‘Fique quieto, seja mais humilde e  não pense só em lucro’.

Errar é humano, perseverar no erro é diabólico. Deus criou o homem imperfeito de propósito, para que ele possa melhorar a si mesmo e ajudar a fazer o mundo melhor através da superação de seus erros. Se você acerta mais do que erra, você já evoluiu. Do contrário, você é um desastre.”

Elie Horn conclui sua reflexão com o seguinte pensamento: “Não adianta dizer agora: ‘Vou vender de qualquer maneira’. Quem diz isso é ignorante ou estúpido. Em toda crise falta dinheiro, falta demanda. Fazer o quê? A prioridade, nestas horas, é preservar o nome, a honradez e a empresa.”

Ler Mais

Image

VIRE ESPECIALISTA

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Você gosta de ler? Busca conhecimentos na Internet, em jornais, revistas?

Que ótimo! 

Você me permite compartilhar uma experiência pessoal? Então pense nisso. Após ler tudo o que o(a)  atrai ou parece importante, não pare aí. Questione-se sobre algo fundamental: - Entendi bem?. - Como aplicar? - Como pôr em prática? 

A etapa mais difícil de qualquer estudo é entendimento e depois praticar. Sabe por quê? É aí que está o poder da transformação de conhecimento em desenvolvimento real e sólido, em transformação. 

Normalmente as pessoas acham que o fato de ler já é grande coisa. Não há dúvida de que, havendo compreensão, a leitura instrui e abre a mente; cria e amplia o acervo mental. Mas é o efeito prático disso que produz frutos. 

E para chegar à prática, qualquer um deve conscientizar-se de que converter conhecimento teórico em "utilidade" é o que promove mudança de hábitos, quebra modelos mentais viciados e aumenta a produtividade. Efetivamente!

Eu penso de verdade e me arrisco a dizer que o mais eficiente e rápido atalho para tornar-se um expert e ter valor profissional referenciado é: estude e pratique tudo o que o(a) atrair. 

Ler Mais

Image

TENHA FORÇA E BOM ÂNIMO

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

“É curioso”, disse um mestre a seus alunos, “quanto podemos aprender do comportamento dos animais.

"Certa vez, observei quando um mosquito acabou  preso numa teia de aranha. Ele se debatia e, desesperadamente, tentava se soltar. Enquanto isso a aranha pacientemente observava e aguardava sua vez. Foi só a partir do momento em que o mosquito se deu por vencido e parou que a aranha devagarzinho foi a seu encontro e o dominou." 

"Na vida", prosseguiu o mestre, “enquanto estamos com força, vitalidade e principalmente alegria, o negativismo não nos ataca. O perigo começa no momento em que desistimos de lutar e nos damos por vencidos!”

E como você se sente na sua vida? Tem sido forte para vencer as adversidades e os problemas que lhe sobrevêm? 

Onde está a sua fé? E a sua confiança? 

Tenha força. Tenha ânimo bom, fé, esperança, confiança e autoconfiança. E então, esforce-se. Você verá maravilhas acontecerem.

 

Ler Mais

Image

NÃO ESTÁ TUDO BEM

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Um jornalista me perguntou qual o maior problema que enfrento nas minhas consultorias. Eu lhe disse:

- “São as pessoas que acham estar tudo bem com o fato de suas empresas ainda não serem as melhores em seu segmento”.

- “Por quê?”, ele quis saber.

- “Isto é comodismo”, eu respondi. “As pessoas se acomodam. Elas se conformam em ser mais ou menos.  E a maior parte das vezes elas são ‘menos’, porém,  cheias de fé em que poderão vencer a competitividade de uma hora para outra. Então eu lhes digo que a fé nada fará por isso, já que não há uma causa clara porque estejam lutando.”

Sempre que me deparo com gente que acredita em sua vitória no que quer que seja, porém, sem um plano, eu pergunto:  “Como você fará isto?” E obviamente elas não sabem explicar. Fica explícito que só têm fé, e nada mais.

Situações de negócio requerem ação, atitude!

Não me conformo com empresários que aguardam a volta do consumo aos patamares de cinco ou sete anos atrás. Será possível?  A crise econômica está aí, de cara lavada e feia, em todos os setores. Há empresas imensas quebrando. O mundo à nossa volta está sendo sacudido e mostrando que é preciso despertar antigas competências para sobreviver.

Fé é importante. Mas sem esforço não se alcança objetivo.  

As pessoas estão comprando menos, é verdade. Mas continua existindo um bolo de consumo a ser dividido.  E até que os acomodados entendam que suas fatias só estão diminuindo, os rápidos e inteligentes se fartarão de comer bolo, mais do que antes, pois estes últimos  entendem que esta é a oportunidade de mercado a ser explorada em tempos de crise.

Ler Mais

Image

ENCONTRARAM "COISAS" NO PASSADO DO JUIZ SÉRGIO MORO

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Não sou fã de pessoas projetadas pela mídia. Mas ao receber esse texto por e-mail, achei interessante dividir com os meus amigos. É sobre o juiz Sergio Moro.

Ele é a personalidade de maior destaque na mídia, atualmente. É o nome mais comentado nas redes sociais, segundo dados do Data Folha. Tamanha fama despertou o interesse de curiosos sobre quem foi Sergio Moro no passado.

Além do brilhante trabalho que vem exercendo em favor da honestidade e da honra política no Brasil, ele também é um exemplo de ser humano.

Desde sua adolescência, no interior do Paraná, ele se envolveu com obras de caridade. Passava muitos de seus sábados auxiliando na cozinha de um restaurante comunitário para os pobres, além das ações nas inúmeras madrugadas frias.

Foi nesse período que ele publicou uma foto com um texto no qual se lê:

- Para cada pessoa dizendo que tudo vai piorar, existem 100 casais planejando ter filhos.

- Para cada corrupto, existem 8 mil doadores de sangue.

- Enquanto alguns destroem o meio ambiente, 98% das latinhas de alumínio já são recicladas no Brasil.

- Na internet a palavra AMOR tem mais resultados que a palavra medo.

- Para cada muro que existe no mundo, se colocam 200 mil tapetes escritos “seja bem vindo”.

- Enquanto um cientista desenha uma nova arma, há 1 milhão de mães fazendo bolo de chocolate.

- Existem razões pra acreditar em que os bons são maioria.

Ler Mais

Image

ONDE ESTÁ A SUA MOTIVAÇÃO?

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Um velho sábio e pobre vivia numa cidade. Certa noite, ele sonhou que havia um maravilhoso tesouro enterrado debaixo da ponte do castelo do príncipe de sua cidade. Após sonhar o mesmo sonho pela terceira vez, assumiu tratar-se de um sinal dos céus para melhorar suas condições de sustento e de sua família.

Pegou uma pá, uma picareta e dirigiu-se até o lugar que lhe aparecera nitidamente nas imagens noturnas.

Ao chegar, viu que o castelo era fortemente guardado. Sentou-se à sombra de uma árvore e ali permaneceu até que tivesse uma chance de escavar.

O chefe da guarda, percebendo a presença do estranho, chegou a ele e perguntou:

– Posso ajudá-lo? Vejo que o senhor está aqui há várias horas.

O velho respondeu:

– Perdoe-me, senhor. Mas não o pouparei de revelar-lhe a verdade. Tive um sonho no qual me foi mostrado haver um tesouro enterrado bem ali, debaixo da ponte.

O oficial começou a rir e, de súbito, respondeu:

– Que enorme coincidência. Eu tenho sonhado já por três noites seguidas que na casa de um velho muito parecido com o senhor, embaixo de sua cama, há uma caixa com um tesouro enterrada.

O velho agradeceu e retornou para casa. Ele entendeu exatamente o que se passara naquele contato com o ofi cial da guarda. Chegando, afastou sua cama do lugar e escavou. A caixa com as preciosidades estava lá.

As lições: o sonho do velho sábio não estava completo. Carecia da “outra parte”, que fora dada ao ofi cial. Sem consciência e sabedoria para enxergar na descrição do oficial o complemento do seu próprio sonho, teria fi cado na dúvida e talvez sem acessar o que havia a ele – ao velho – sido reservado.

Conselho prático: Sob domínio de quem está a nossa motivação? Depois de muita dificuldade e perda de tempo descobrimos que é impossível que ela esteja com qualquer outra pessoa. A capacidade de um indivíduo efetivamente motivar outro é muito pequena, pois sempre dependerá das crenças e premissas sobre as quais este outro se fundamenta.

Ler Mais

Image

FÉ E TRABALHO: UMA RELAÇÃO INTENSA E DELICADA

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Carlos e Marcelo se entusiasmaram com a bolsa de valores. Procuraram Alexandre, dono de uma corretora e membro de sua igreja. Confiaram a ele todas suas economias para a compra de ações.

Com o sobe e desce do pregão, os dois conseguiam um interessante saldo mensal positivo. 

Certo dia, os dois se encontram e Carlos está assustado. Soube que Alexandre faliu  – perdeu seu patrimônio pessoal e o dinheiro de todos investidores. Visivelmente nervoso, Carlos dispara:

- “Estamos perdidos”. 

Marcelo responde: 

- “Não. Eu não estou. Saquei todo o meu dinheiro há dez dias”.

- “Como é possível?” – diz Carlos. “Informação privilegiada?”

- “Nada disso” – Marcelo responde. “Eu observei que Alexandre começou ir mais à igreja. E rezava muito. Entendi que seus negócios iam mal. Resolvi me prevenir e saquei todo o meu capital”.

Esse episódio revela algo muito importante. Fazer nada e só rezar quando tudo vai mal funciona tanto e tão bem quanto tentar apagar um incêndio com vento. 

Neste mundo tudo requer esforço para que aconteça. É preciso fazer algo com as nossas próprias mãos, dando o máximo que podemos para que, depois, recebamos alguma bênção.

“Deus ajuda a quem cedo madruga”. Esta é uma máxima verdadeira para quem trabalha duro. 

Ler Mais

Image

SERVIÇOS NO BRASIL: A DESGRAÇA DAS RECLAMAÇÕES

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

O setor de serviços cresceu muito na última década. E cresceu também a insatisfação do consumidor que, na hora de reclamar pelo que recebe – ou não recebe –, depara-se com fornecedores ineficientes, improdutividade e barreiras na comunicação.  

Levantamentos mostram que o número de reclamações de consumidores só aumenta no Brasil e, para piorar, os registros oficiais não consideram o contingente gigantesco dos que não reclamam.

Quem nunca passou pela experiência do corte súbito da ligação durante uma chamada a um 0800 qualquer? E o ‘ping pong’ de transferências que fazem de propósito para outros setores?

Qualquer reclamação devia ser interpretada como ‘oportunidade de melhoria da qualidade’, e não como punição. Mas, para que fosse isso, a cultura das empresas precisaria ser o que não é.  A começar pela consideração da experiência dos compradores  e consumidores como parte importante do processo de desenvolvimento de mercado. Mas isto é uma utopia.

La fora elas fazem tudo certo. Mas ao chegarem ao Brasil, o que é certo se torna uma utopia. Assim, o comportamento das empresas frente às reclamações nos dá a entender a seguinte mensagem: “Fiquem com o que entregamos do jeito que está, e calem a boca! Já fazemos muito por vocês!”

Se fosse um erro simples, seria fácil resolver. Mas é burrice grosseira e abusiva. E eles pretendem nos fazer de palhaços. Portanto, é caso de polícia. 

Ler Mais