Image

EM QUE TEMPO VIVER

Abraham Shapiro

Estávamos conversando sobre os problemas nos negócios da filha de um amigo, quando ele iniciou um discurso com alguma revolta:

- “Se ela tivesse feito isso, aquilo e aquilo outro há dois anos, não teria hoje esses problemas. Eu disse que tudo isso ia acontecer...”

E a fala se arrastou por minutos a fio, quando alguém retrucou:

- “Ok. Mas relembrar vai resolver o problema? Ela não fez o que você disse e agora precisa de ajuda. O que temos de decidir é se vamos ou não ajudá-la.”

Então, o pai emitiu seu parecer final:

- “Vamos esperar as próximas duas semanas, então discutimos. Eu não quero resolver nada agora”.

Foi surpresa geral.  Podíamos solucionar a questão naquele exato momento. Por que adiar?

Você que me lê, convido-o para um acordo prático comigo. Essa mania de se apegar obsessivamente a um determinado tempo só gera desgastes, trsitezas, dissabores e nunca realização.  

Outro dia recebi um quadro pelas mídias sociais. O autor anônimo expressou em poucas palavras profundas verdades. Veja: 

          - DEPRESSÃO é o excesso de passado. 

          - ESTRESSE: é o excesso de presente. 

          - ANSIEDADE: é o excesso de futuro.

O que isso ensina? Equilíbrio é mais do que  preciso, é necessário. Portanto, vamos nós dois, você e eu, entender o passado para aprender,  viver o presente para realizar, e tentar antever o futuro para planejar...  até onde for possível! 

O mal está em querer “residir” ou “lançar” raízes em qualquer um dos tempos para lá permanecer.

Ler Mais

Image

O LUGAR-COMUM DAS PALESTRAS DE MOTIVAÇÃO E DA AUTOAJUDA

Abraham Shapiro

“Você tem uma forte necessidade de ser amado e admirado pelos outros mesmo sendo autocrítico demais. Até quando você vai duvidar das suas capacidades próprias? Você tem potenciais ainda não explorados dentro de si”.

E então? O que acha dessas palavras?

Noventa e nove por cento  das pessoas concordariam ser esse texto a descrição exata do que elas são ou sentem.

Em 2005, um grande jornal francês fez uma pesquisa curiosa. Enviaram um “balanço astral” parecido com esse  para mil e quinhentas pessoas que o solicitaram em resposta a um anúncio. Mil e trezentas declararam-se perfeitamente identificadas com o relato que, evidentemente, era o mesmo para todas.

Pare e pense que é exatamente isso o que fazem quase todos os livros de autoajuda e os charlatães que ganham dinheiro com palestras de motivação. Eles são quem são porque há ingênuos em todo lugar acreditando em que histórias engraçadas contadas por um sujeito com alguma oratória irão despertar a motivação de que elas precisam para o trabalho e para a vida.

Motivação não funciona assim. 

O único modo de uma pessoa sentir-se verdadeiramente motivada em relação à vida e ao trabalho é ter uma razão, um motivo, em tudo o que faz.

Sem um sentido claro, a vida é vazia. E viver uma vida vazia é alimentar-se de expectativas vãs, como o são muitas palestras de motivação. 

Ler Mais

Image

OPORTUNIDADES - COMO E POR QUE CHEGAM ATÉ NÓS?

Abraham Shapiro

“Deus lhe dará paciência ou a oportunidade de ser paciente? Se você pedir coragem, Deus lhe dá coragem ou a oportunidade de ser corajoso?”  
Trecho do filme "O Todo Poderoso”

A maior ilusão com que as pessoas esperam resolver suas vidas é a de que tudo advém da boa sorte. Muitos – muitos mesmo, o número é descomunal – acreditam que o sucesso ou o fracasso chega pronto e embalado.  Não, a vida não é um pacote de sopa instantânea. 

O mundo é um lugar onde  ação é o que faz diferença. Atitude é o meio definitivo para se realizar o bem e o mal, o sucesso e o fracasso, a vitória e a derrota. 

As únicas coisas que nos “dão” são as oportunidades. Elas, sim, chegam até nós. Mas o que fazemos com elas é pura decisão seguida de.... atitude. 

Mudar o mundo é possível, sim. Como? Agindo. Fazendo. Tomando atitudes!

 

Ler Mais

Image

O DINHEIRO E SUA RELATIVIDADE

Abraham Shapiro

A relação das pessoas com o dinheiro sempre tem muitas possibilidades de sucesso. E as mesmas  possibilidades de fracasso. 

Saber ter e saber usar dinheiro não é questão de economia, mas de princípios, de educação....  e de sabedoria. (Rimou!!!)

O modo de ganhar e de gastar dinheiro revelam a visão de mundo e de si mesmo que o indivíduo possui. Penso ser esta a razão de tanta gente ganhar suficiente para levar boa vida e ter futuro, mas viver apertada ou endividada. O sujeito ganha R$ 1.000,00, mas vive segundo um padrão de R$ 1.500,00, quando não de R$ 2.000,00.

Eu conheço pessoas que conseguem realizar muito com pouco.  Conheço outras que veem cada tostão do que ganham evaporar como éter. 

Dinheiro não é papel ou metal. Seu valor não se limita ao que está impresso nele. Pode ser mais, ou menos. Dinheiro é energia viva. Seu segredo concentra-se na intenção de quem o usa, e no modo como o usa. Pode funcionar como droga de efeito entorpecente sobre quem o encara como meio de status social apenas. Tal como uma vida sem sentido nada vale, dinheiro sem uma atitude decidida também não. Seja quanto for.

E eu lhe pergunto: qual é a sua atitude em relação ao dinheiro que chega às suas mãos?

Que tal educar-se a respeito? Aprender a fazer contas e a planejar finalidades boas, com consciência? 

É só um convite. Pense. E depois, faça algo. 

Ler Mais

Image

O SABOR DA ATITUDE POSITIVA

Abraham Shapiro

De onde vem a atitude? De dentro de nós. O bem e o mal são escolhas pessoais e individuais.

Não é o que acontece do lado de fora que nos faz ser positivos ou negativos. É o que decidimos fazer com o que acontece. 

Um mesmo fato pode deixar uma pessoa tranquila enquanto outra se sente desesperada.

E o que regula isso?

Ter a atitude certa é uma habilidade. Ninguém expressa o melhor de si frente aos desafios da vida sem aprender, sem treinar e depois persistir. 

É natural ao ser humano passar por altos e baixos. Mas isso nos faz vulneráveis.   Por isso, quanto mais você trabalha a sua atitude para não ceder ao medo, ao nervosismo ou a sentimentos degradantes, menos vulnerável você fica. Quero dizer que treinar a atitude positiva faz de nós pessoas melhores e menos expostas aos efeitos de apertos, crises e dificuldades.

Não é fácil chegar a esse estágio. Eu confesso que ainda não consegui. Mas tenho dado passos. E prossigo treinando – ora  com sucesso, ora não.

Mas não posso negar que essa busca proporciona um dos sabores mais fantásticos da existência. E eu acho que é por ser difícil,  afinal, tudo o que requer esforço, guarda para quem o alcança o maior dos bônus.  

Ler Mais