Image

SE VOCÊ É GESTOR DE RH, LEIA ISTO!

Abraham Shapiro

Você, que atua nos  Recursos Humanos de uma empresa, esforce-se para ser estratégico. Cada vez mais.

Falo especificamente para não se render a essa horda de “gurus” e prestadores de serviços nas mais diversas áreas de consultoria que, de uma hora para outra, surgiu entre novatos, recém-formados e desempregados que se propõem a  realizar benefícios em busca de dinheiro fácil e rápido. 

Existe uma política perniciosa criada por não sei quem que consiste em fazer os gestores de RH se sentirem impotentes e cederem a esse tipo de psudo-profissional. 

Se você está sendo assediado(a), não abra a guarda.  Defenda-se! Não receba ninguém sem antes conhecer referências de trabalhos anteriores e seus resultados reais. E confira!

Que tal, em vez disso, estabelecer um programa de autodesenvolvimento através de uma bibliografia a que você se dedique de 3 ou 4 horas semanais, com disciplina, foco e produtividade? Isto, sim, o(a) colocaria em perspectiva de mais entendimento e visão ampla. Todas as empresas deste planeta esperam exatamente isso de seus gestores. A sua anseia por isso de você.

É óbvio que um trabalho de coaching ou consultoria bem referenciada pode acelerar uma gama de situações de que você talvez necessite para obter soluções urgentes.  Mas não vá dando trela para todas propostas que inundam, como um dilúvio, o mercado nesse tempo de gente incompetente desempregada. 

Você é melhor do que quase todos eles. Só não se conscientizou disso ainda. E se você não se der valor, não serão esses “artistas” que o darão. 

Ler Mais

Image

GOSTAR DO TRABALHO

Abraham Shapiro

O Jacó, um Judeu de Crown Heighs, Nova Iorque, entrou para o ramo de confecções e se sentiu engajado ao negócio. Ao voltar de uma viagem a Roma, seu sócio lhe pergunta:

- “E então? Como foi a viagem? Conseguiu ver o Papa?”.

- “Claro”, ele responde. “Estive a poucos metros dele”.

- “Ah, sim? O que achou do líder dos católicos?” – pergunta o sócio. 

E Jacó responde:

- “Bem... achei que temos boas chances de negócios. Calculo que ele vista manequim 46”.

É triste pensar que muitas pessoas vão para o trabalho todos os dias sem nenhum prazer ou desejo positivo de obter o melhor dele para si. Não aquele meu patrício Jacó que via em tudo e todos uma oportunidade de realizar-se profissionalmente e de fazer bons negócio.

Uma pesquisa do Instituto Gallup mostrou que 67% dos norte-americanos detestam seu trabalho e constatou que o culpado disso é o chefe imediato dos entrevistados. 

Mesmo pessoas bem pagas e com atividades interessantes sofrem com relações pouco satisfatórias com seus superiores.

Muitos profissionais se frustram quando percebem que seu chefe tem pouco interesse por suas tarefas. Todo mundo gosta de descobrir o impacto do que faz sobre os resultados da empresa e de saber como ele mesmo e seu trabalho são avaliados. 

E quanto a você? Como você se sente? 

Se o seu chefe também não se preocupa com o que coloquei até aqui, quem sabe valesse a pena dizer quanto a opinião dele é importante para o seu desempenho. E se depois de um tempo essa e qualquer outra atitude não tiverem efeito, o melhor talvez seja procurar outro emprego. 

A verdade é que, tanto quanto ir a uma festa com alegria,  é fundamental que você vá para o seu trabalho com prazer e esperança.

Ler Mais

Image

TODOS CURRÍCULOS SÃO LINDOS

Abraham Shapiro

Outro currículo tentador chegou-me às mãos. E lá fui eu, cheio de esperanças, avaliar o candidato, já que sempre há lugar para bons talentos nas empresas a que dou consultoria.

Este tinha curso superior, inglês intermediário, MBA em Marketing, treinamentos  e uma trajetória maravilhosa de vendas em grandes empresas.

Marcamos um café e, de cara, comecei questionando-o sobre sua gestão do tempo. Quando ele disse que sempre utilizou as segundas-feiras para se planejar e as sextas para preencher relatórios, eu arrepiei.  Talvez um general de exército com a missão de invadir um país da Europa precisasse de um dia para planejar a ação. Mas gerentes que dizem consumir as oito horas de um dia para isso devem estar mentindo em 70 ou 80% do total declarado. E para relatórios vale a mesma lógica. 

Ele não é organizado. E as respostas provaram que é um TQQ, termo que se usa para denominar  quem trabalha somente às terças, quartas e quintas-feiras.

Passei a avaliar o Marketing.  Ele era MBA numa universidade Top-5 do país. Mencionei Philip Kotler. Ele disse bravamente – quase com algum orgulho – nunca ter lido texto algum deste autor.  Lembrei-me do desabafo de um amigo que, cursando MBA nessa mesma instituição, disse que 60% dos inscritos não comparecem às aulas, pagam pelos trabalhos e colam nas avaliações. 

Perguntei sobre os fantásticos números de vendas que constavam em seu currículo. Ele tentou enrolar novamente, mas eu já estava com ouvidos semicerrados por não aguentar mais tantos “efeitos especiais”.

Eu agradeci e o dispensei. Paguei os cafés e depois orei a D-us por piedade a todos os RH’s com a ingrata  missão de preencher vagas importantes das empresas frente à paupérrima qualidade dos candidatos que andam por aí. Tem gente incompetente demais neste país. Mas os currículos.... são todos lindos!

Ler Mais

Image

DO QUE DEPENDE O COMPROMETIMENTO DOS SEUS FUNCIONÁRIOS

Abraham Shapiro

Estávamos esperando vagar uma mesa no restaurante quando um garçom quis nos agradar e apareceu carregando uma mesinha sobre a cabeça. De repente, um estrondo. Ele se esqueceu de que um dos ventiladores de teto era mais baixo que os demais. E ele trabalhava ali há vários anos.

Por que é tão difícil conseguir que funcionários se comprometam totalmente com o trabalho que fazem e não façam bobagens de modo tão corriqueiro? 

Depois de vinte anos em consultoria, eu entendi que isso não é só questão de aprendizagem dos empregados, mas de exemplo dos gestores. 

Eu vejo empresas fazerem o que podem em treinamentos. Mas parece que não basta. Falam sobre “o que” fazer, mas não ensinam “como fazer”. E geralmente, os gerentes não são coerentes com o que tentam ensinar.

Um chefe que grita e impõe sua vontade, que retorno terá de seus subordinados?  Não, eles não se sentirão motivados a fazerem o que ele quer, mesmo que depois ele traga as melhores palestras para que assistam. 

É um absurdo que ainda haja gerentes acreditando que um contador de piadas ou de historinhas emocionantes irá aumentar a produtividade e as vendas. É insano! As pessoas querem entender o que é esperado delas. E depois que entendenderem, o exemplo é que as fará comprometidas com a causa.

Todo mundo está cansado do ultrapassado estilo: “Não sei cantar, mas entendo do assunto”. Isso já não serve nem para críticos de ópera.

Ler Mais

Image

O SEGREDO DAS MELHORES VAGAS DO MERCADO DE TRABALHO

Eu estava no carro com três gerentes de uma grande empresa regional. O rádio estava ligado quando entrou a notícia de que um centro de pesquisas de petróleo realizava prospecções geológicas no Golfo do México e as chances de encontrar hidrocarbonetos na área eram de 60%.

Então os gerentes começaram a fazer suas considerações. O primeiro disse:

- “Golfo do México? Onde fica isso?”

O segundo:

- “Hidrocarboneto não é aquela comida que engorda?”, referindo-se a carbo-hidratos.

E o terceiro:

- “Por que dão uma notícia dessas? A quem interessa saber sobre petróleo no México?”

Nunca eu havia visto tanta ignorância em tão poucos metros quadrados.

Muitos profissionais à cabeça de grandes negócios não reúnem condições sequer de fazer perguntas. Quando falam, apenas falam, tão aleatoriamente quanto uma aposta na loteria.

O desastre dessa realidade visível é que, apesar de informação ter-se tornado um item abundante,  muitos permanecem desinformados por opção ou preguiça. Por outro lado, grande parte dos que se informam não sabe integrar informação a seu papel profissional de modo útil.

O lado bom é que os que souberem fazê-lo terão mais e maiores oportunidades. Conquistar uma excelente vaga de emprego ou uma promoção é só o começo delas. 

O caminho é simples, porém difícil. Enquanto tantos correm atrás de um diploma ou MBA sem saberem o que fazer com isso, você pode se diferenciar e estudar. Torne-se primeiro um CDF. Depois busque praticar o que você aprender através de um estágio – remunerado ou não, se lhe for possível.  Só não duvide de que este é o esforço que realizará o futuro com que você sonha! 

Eu estava no carro com três gerentes de uma grande empresa regional. O rádio estava ligado quando entrou a notícia de que um centro de pesquisas de petróleo realizava prospecções geológicas no Golfo do México e as chances de encontrar hidrocarbonetos na área eram de 60%.

Então os gerentes começaram a fazer suas considerações. O primeiro disse:

- “Golfo do México? Onde fica isso?”

O segundo:

- “Hidrocarboneto não é aquela comida que engorda?”, referindo-se a carbo-hidratos.

E o terceiro:

- “Por que dão uma notícia dessas? A quem interessa saber sobre petróleo no México?”

Nunca eu havia visto tanta ignorância em tão poucos metros quadrados.

Muitos profissionais à cabeça de grandes negócios não reúnem condições sequer de fazer perguntas. Quando falam, apenas falam, tão aleatoriamente quanto uma aposta na loteria.

O desastre dessa realidade visível é que, apesar de informação ter-se tornado um item abundante,  muitos permanecem desinformados por opção ou preguiça. Por outro lado, grande parte dos que se informam não sabe integrar informação a seu papel profissional de modo útil.

O lado bom é que os que souberem fazê-lo terão mais e maiores oportunidades. Conquistar uma excelente vaga de emprego ou uma promoção é só o começo delas. 

O caminho é simples, porém difícil. Enquanto tantos correm atrás de um diploma ou MBA sem saberem o que fazer com isso, você pode se diferenciar e estudar. Torne-se primeiro um CDF. Depois busque praticar o que você aprender através de um estágio – remunerado ou não, se lhe for possível.  Só não duvide de que este é o esforço que realizará o futuro com que você sonha! 

Ler Mais

Image

O FIM DA BRINCADEIRA DO PESSOAL DO AR CONDICIONADO

Abraham Shapiro

Quando o assunto é produtividade, o que vem à mente quase sempre é o chão de fábrica. Não à minha.  

Eu vou frequentemente a escritórios de empresas e vejo quanto tempo os funcionários jogam fora com asneiras e tolices. É um circo!

Qualidade e produtividade são atributos que se referem também a burocratas e suas estruturas geralmente complicadas e lentas. (Aliás, exija que os da sua empresa sejam simples e eficientes. Mande embora quem complica.)

Em 1970, um cargueiro de madeira demandava 108 homens e 5 dias para ser descarregado. Isto se convertia em 540 homens-dias.  Hoje, aquele mesmo trabalho é executado por 8 homens em um só dia,  ou 8 homens-dias. A amplificação do uso de contêineres produziu 98 % de redução na necessidade de mão de obra. Isto é eficiência.

Chegou a vez de exigir mais daquele pessoal que passa o dia no ar condicionado.  Tudo alí precisa melhorar muito. E inclua todas as áreas da administração.

Em breve, a crise econômica vai mudar o ritmo e o cenário dessas centenas de pessoas apinhadas nos tantos escritórios por aí. Já está. Só ficarão os melhores. E quem são eles? Os ágeis, os inteligentes, os que são dóceis no atendimento e que atuam por processos, com qualidade. 

Os que fogem destes parâmetros não têm perspectiva alguma, desde já. Amanhã, provavelmente, terão de se submeter a uma função irrelevante e ganhar o salário de início de carreira para não passarem fome. E merecem isso. Eles só brincaram!

Ler Mais

Image

A FARSA DO TRABALHO DURO

Abraham Shapiro

Eu cheguei àquela empresa e o diretor, muito educado, logo me atendeu. Eu elogiei o ambiente de trabalho e disse ter tido impressão de que todos ali trabalhavam muito comprometidos. 

Pra minha surpresa, ele começou a rir e falou: 

- “Não se impressione, Sr. Shapiro. Muita gente aqui não faz nada, mas engana bem. Estamos prestes a uma ‘limpeza’ em todo o quadro”.

Então, ele ligou um gravador e me mostrou o que os funcionários mais velhos ensinavam aos recém-contratados durante o cafezinho. Eis algumas das pérolas daquela bizarra gravação:

• Caminhe sempre com um documento nas mãos. Isto faz você parecer ocupado, e todos acham que você está indo a uma reunião importante. De mãos vazias, pensam que você vai tomar cafezinho. Segurando uma revista, pensarão que você vai ao banheiro.

• Olhe seriamente para o computador o tempo todo. Todos imaginarão que você está ocupado. Não importa se está lendo uma piada ou conversando por mensagens instantâneas. 

• Deixe a sua mesa sempre bagunçada porque assim parece que você está trabalhando duro. É o volume que conta.

Eu realmente lamentei. Porém,  sei que coisas assim acontecem demais. E o azar é do patrão, dos colegas que trabalham sério e, ao fim das contas, do cliente. 

Se você que me lê é funcionário, nunca dê ouvidos a conselhos dessa natureza. Recorde-se de que o sucesso depende de princípios e de honestidade. Se não por este caminho, você nunca terá real valor profissional.

Ler Mais

Image

VOCÊ JÁ É INSUBSTITUÍVEL?

Abraham Shapiro

Como você sabe que está desempenhando bem as coisas que faz? 

Sem definir claramente os princípios que regem cada atitude, você poderá errar e nem perceber. 

Veja como isso funciona. 

Quando se tem um objetivo claro, tem-se um ponto no qual se concentrar. Este ponto é o alvo.  Já, na falta de um objetivo, não há alvo algum. É o mesmo que caminhar sem rumo.

Um objetivo é o que estabelece um resultado a ser alcançado. 

Se você deseja agir certo, primeiro faça um plano. Depois levante os recursos necessários para implantá-lo e especifique as características do sucesso a ser buscado.  

Escreva num papel, por exemplo, o que você deseja perseguir a fim de ser um indivíduo melhor em relação ao que é hoje. Não pense só em ganhar mais dinheiro ou em perder peso. Busque sentir  realização profissional, ter sucesso nos seus relacionamentos, ter saúde, equilíbrio emocional etc. Deste modo o dinheiro será uma consequência boa desta soma de fatores. 

Você já deve ter ouvido falar que ninguém é insubstituível. Quem diz isso ou sabe que será substituído em breve e está racionalizando desde já,  ou tem intenção de descartar alguém. 

No entanto, a minha experiência diz que pessoas habituadas a agir por objetivos claros e com garra adquirem expertise e sabedoria a tal ponto que se tornam profissionais cobiçados no mercado de trabalho, são bem pagas e, assim,  insubstituíveis no que fazem. E por serem insubstituíveis, só por isso, elas são competentes. E não adianta querer inverter essa ordem!

Ler Mais

Image

COMO FAZER A INTEGRAÇÃO DE NOVOS FUNCIONÁRIOS

Abraham Shapiro

Toda ação foi antes um pensamento. 

Você já deve ter ouvido a frase: “quem casa quer casa”.  Ela retrata que a casa ou a residência do casal precede à união do casamento. 

Do mesmo modo, o pensamento precede a prática. E esta é uma lição crucial para a vida. 

Toda pessoa necessita conhecer seu objetivo final, seu propósito maior. Só então suas atividades terão um sentido e um significado real.

Então pare um instante e pense. Quantas pessoas na sua empresa sabem o que estão fazendo lá?

O processo de integração de um novo funcionário deve, acima de tudo,  informar, comunicar e conscientizar o empregado daquilo que é sua finalidade, o porquê dele ter sido contratado, a fim de que ele não tenha dúvida ou faça suposições.

Eu vou mais além. É por isso que a sabedoria é importante. Se vivermos a vida sem pensar, tratando apenas de resolver as situações que surgem ao longo do caminho, vamos passar tempo demais,  talvez a vida toda, construindo estruturas que não têm sentido algum. E isso inclui o trabalho, é claro.  

Eu chamo a sua atenção a fim de fazer que a sua prioridade seja entender o objetivo da sua vida, do seu trabalho e de tudo o que você se propõe a fazer. Do contrário, “se você não sabe aonde se dirige, você nunca chegará a lugar nenhum”.

Ler Mais

Image

MAIS DESEJÁVEL DO QUE SEXO

Abraham Shapiro

No ambiente empresarial de hoje, reconhecimento e até premiar os resultados dos empregados é mais importante do que jamais foi antes. O motivo é que nunca as pessoas precisaram tanto de ajuda para descobrir o propósito de seu trabalho. E éeste o item de maior peso na conta da motivação. Aliás, motivação autêntica só existe quando o indivíduo sabe bem o que tem de fazer e encontra um sentido no que faz. 

Um empregado carece de sentir-se parte de algo valoroso para que execute suas tarefas com energia. Assim, quando faz um bom trabalho, é essencial que seu líder mostre que o viu fazendo bem e aprecie sua atitude. 

Elogiar é bom. Mas elogio é uma forma de reconhecimento um tanto perigosa. Se exagerado, parece duvidoso. Para que seja eficaz deve ser breve, sincero, específico, positivo e prático. O mais possível. E o detalhe importante desta prática é que só deve ser feita sobre situações objetivas e mensuráveis, situações sobre as quais fique evidente o esforço do colaborador em realizá-las. Muito cuidado em distribuir elogios sem estas bases. Poderá ser um veneno.

Mary Kay Ash, fundadora da Mary Kay Incorporation, empresa mundial de cosméticos que atualmente ganha grande espaço comercial no Brasil, disse com muito fundamento a seguinte frase:  "Há somente duas coisas que as pessoas querem mais do que sexo e dinheiro, e elas são: reconhecimento e elogio".

E pensando bem, mostrar reconhecimento e elogiar é tão fácil e barato que simplesmente não há desculpas porque não fazê-lo, a não ser por orgulho ou grosseria. 

Ler Mais

Image

SER PROFISSIONAL

Abraham Shapiro

As cadeias estão abarrotadas de religiosos que pregavam honestidade,de políticos que se apresentavam como “senhores da ética”... e de empresários que dizem nunca ter usado a corrupção para fazer negócios.

Eu ouço pessoas afirmarem: “Eu sou profissional”.

Você tem todo o direito de se julgar profissional porque tem um diploma ou uma identidade emitida por um conselho federal. Mas atualmente, estes documentos nada revelam sobre a sua real capacidade de desempenho. E profissionalismo é desempenho... com qualidade.

Não depende de  você proclamar-se profissional. Aliás, o que estou tentando dizer é que “eu sou profissional” é outra expressão que, atribuída a si mesmo, desperta a suspeita de não ser verdade.

O que determina se você é profissional ou não são, no mínimo, quatro parâmetros distintos.

Primeiro: a qualidade do seu trabalho. 

Segundo: o tempo de entrega ou o tempo de execução do que você faz. 

Terceiro: o tratamento que você dispensa no atendimento a todos os envolvidos no processo. 

Quarto: a satisfação do seu cliente ao receber o produto ou serviço.

Não faz parte desses parâmetros itens como: honestidade, clareza, sinceridade e outros, afinal, trata-se do mundo real.... e não numa campanha política brasileira.

A única coisa que não faz diferença alguma no conceito do “profissional” é a sua opinião.

Esta é a dica básica. Se você está em vias de proclamar-se profissional sobre si mesmo, controle-se, não diga nada e reveja os seus conceitos, pois é bem provável que você ainda não o seja.

Ler Mais

Image

A VOLTA DOS APOSENTADOS AO MERCADO DE TRABALHO

Abraham Shapiro

“Um Senhor Estagiário”, filme sensacional, estrelado por Robert de Niro e Anne Hathaway, mostra a vida de uma criadora de um bem-sucedido site de venda de roupas que, apesar de apenas um ano e meio no mercado, já tem mais de duzentos  funcionários.

A atriz Anne Hathaway faz o papel da diretora desta empresa. Ela leva uma vida bastante atarefada devido às exigências do cargo e ao fato de gostar de manter contato com o público.

Quando sua empresa inicia um projeto de contratar estagiários idosos como tentativa de colocá-los de volta à ativa, cabe a ela trabalhar com o viúvo protagonizado por Robert De Niro, já com 70 anos. 

O filme trata de uma realidade que já desponta fortemente no Brasil: aposentados com necessidade de recolocação no trabalho ou de se reinventar como indivíduo.

Retrata também a tendência natural de choque de gerações que essas pessoas enfrentariam nessas condições. Porém, de Niro conquista os colegas de trabalho com humildade, habilidade e  logo e se aproxima da diretora, que passa a vê-lo como amigo e confidente.

Recomendo que você assista a este filme e reflita. Tenho certeza que em qualquer circunstância em que você se encontrar terá bastante a aprender.

Finalmente, direi o que penso da minha aposentadoria?

Se a minha saúde permitir, desejo nunca parar de trabalhar. Diminuir a carga horária, sim. Mas evoluir sempre, e ver-me útil para alguma causa todo o tempo.  

Ler Mais

Image

VAMOS BRINCAR DE ENTREVISTA DE EMPREGO?

Abraham Shapiro

As empresas estão em busca de talentos.  Já não interessa mais descobrir o que um bom profissional já fez, mas o que ele pode fazer. 

Nas entrevistas de hoje literalmente “vale tudo”. Ninguém mais quer saber daquele método de perguntas tradicionais ou comportamentais. As questões estão cada vez mais invasivas na esperança de que os candidatos se coloquem à prova. Por isso, eles têm de resolver problemas de lógica e são submetidos a situações ardilosas para reagir sob estresse provocado.

Imagine que você é o candidato e o seu entrevistador lhe propõe o seguinte: 

“Você está amarrado à sua cadeira. Aqui está um revólver com o tambor vazio. Eu coloco duas balas, fecho o tambor e giro. Coloco o revólver na sua cabeça e puxo o gatilho. Uau! Você ainda está vivo, sortudo! E agora, antes de discutirmos o seu currículo, vou repetir a ação. Você prefere que eu gire o tambor ou que simplesmente puxe o gatilho?”

As empresas se cansaram de pessoas que escrevem, por exemplo, “gerente” em seus currículos e mal sabem fazer um planejamento, um plano de ação ou uma abordagem válida a um cliente potencial. 

Elas querem avaliar a capacidade realizável sob demanda imediata  mais do que apenas potenciais ou formação acadêmica, como se fez até recentemente.

A boa notícia é que o revólver daquela entrevista é imaginário. 

A má notícia é que o futuro das carreiras profissionais passou a depender de alguém que brinca de revólver imaginário. 

Então...  um bom currículo sozinho já não faz mais nada.

Ler Mais

Image

RETER FUNCIONÁRIOS PODE RETER CLIENTES

Abraham Shapiro


Quando você entra numa loja em que os vendedores o conhecem e sabem do que você gosta, como se sente? É mais fácil comprar, não é?

Mas se os funcionários são sempre sendo substituídos por novos, nunca estão bem treinados, o cliente observa isso. E vive uma sensação de desamparo.

Eu era atendido por um gerente simpático em um banco. Recentemente liguei para obter uma informação e a telefonista disse-me que ele não está mais lá. Isto soou como um complicador para mim. Na hora, eu pensei: “Vou ter  de começar tudo de novo com um gerente que não conheço e nem sei se vou gostar. Acho que terei de mudar de banco.”

Sempre que vou a Curitiba, fico hospedado no mesmo lugar. É um hotel  tradicional e, quando o porteiro me vê, abre a porta do meu carro e diz: “Senhor Shapiro, que bom vê-lo novamente”. Eu me sinto bem-vindo com esta delicadeza.

Por razões como estas é importante manter funcionários! Eles detêm informações. Eles fazem relacionamentos simples e emocionais com os clientes. 

Quem retém funcionários, consegue também reter clientes. Do contrário, os clientes não só ficam ressentidos, como podem vir a conhecer as razões porque os colaboradores se foram tão facilmente. Mais cedo ou mais tarde, isso poderá comprometer a confiança na sua empresa, ou mesmo em você!

Ler Mais

Image

DISSO TAMBÉM DEPENDE O SUCESSO DA SUA EMPRESA

Abraham Shapiro

Existem colaboradores que garantem o sucesso da sua empresa. Você sabia? 

Quem são eles? São os que você não pode se dar ao luxo de perder nunca. Eles são indispensáveis. E substituí-los seria muito, mas muito difícil.

Pare de desperdiçar tempo com funcionários problemáticos e de baixo desempenho.  O lucro está em reter os funcionários importantes.

O Otávio julgava que seus bons funcionários dependiam do salário acima do mercado que ele pagava e que eles fariam qualquer coisa para manter. Mas se esquecia de que as pessoas precisam também de reconhecimento, não só de salário.

Aqueles empregados o viam como um autêntico explorador. Ele esquecia de que o pessoal precisava de descanso. Impunha jornadas de trabalho muitas vezes sem folga semanal por meses seguidos. Achava que registrando o funcionário na função de gerente, tinha o direito de exigir o que bem desejasse. 

O preço que o Otávio pagou por sua indiferença foi a perda gradual dos melhores colaboradores. Muitos deixaram a empresa para ganhar menos. E sabe quando isso mais acontecia? Nos momentos em que ele mais precisava.

Isso lembra a história de um carroceiro que, certa vez, imaginou-se lucrando mais se diminuísse aos poucos a ração com que alimentava seu cavalo. Dias após pôr em prática sua genial ideia, o faminto animal caiu morto no meio da estrada. E então, o tolo carroceiro pôs-se a lamentar: 

- “Meu pobre alazão. Agora que você já havia aprendido a não comer, D-us resolveu levá-lo”.

_______________________________

Abraham Shapiro é consultor de empresas e Executive Coach com especialidade na sucessão em empresas familiares. Fone | Whatsapp: 43 8814 1473 Email: shapiro@shapiro.com.br   

 

Ler Mais

Image

O LADO RUIM DA ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS

Abraham Shapiro

Pergunta: Quem são as pessoas que devemos deixar ir embora da nossa empresa?

Resposta: As incompetentes. E também as que não estão afinadas com o restante do quadro, isto é,  as desiludidas, as estagnadas e as que não mostram interesse alguma em dar um sorriso sincero. E não se esqueça das que usam a criatividade só para achar o que há de negativo.

E quem devemos manter? Os comprometidos, os que se empenham em atingir metas com qualidade. Estas pessoas existem, sim. Talvez você não saiba quem são.  Então pergunte aos seus clientes. Eles sabem.

Há empresários achando que não haver rotatividade no quadro de funcionários é o mais desejável. O que eu digo a eles é que a rotatividade, assim como a pobreza,  sempre estará entre nós.

Rotatividade zero não é uma situação realista. Muito menos desejável. 

Gente nova é um recurso de oxigenação ao quadro. Eles trazem  novas idéias, abordagens diferentes. Isso é o que impede a organização de parar no tempo. Mas para se usufruir deste benefício é preciso que a empresa proporcione aos novos talentos a chance deles mostrarem o que têm de bom. De nada adianta inserir gente nova e impor que se submetam a padrões antigos, sem que haja um cenário em que mostrem “o que pensam” e “como pensam”.

Um gerente, certa vez, expressou esta situação com muita propriedade, ao dizer: “Alguns funcionários desistem do trabalho e se vão. O nosso maior desafio são aqueles que desistem e continuam entre nós”.

_______________________________

CONVITE: Inscreva-se no meu Canal no Youtube e usufrua de mais de 300 vídeos sobre os mais diversos temas relacionados à solução de problemas profissionais. CANAL PROFISSÃO ATITUDE .
https://www.youtube.com/channel/UCUkzEZU9YCpNi9dYqwpWVeA
_______________________________

Abraham Shapiro é consultor de empresas e Executive Coach com especialidade na sucessão em empresas familiares. Fone | Whatsapp: 43 8814 1473 Email: shapiro@shapiro.com.br   

Ler Mais

Image

ESTRATÉGIA EMPRESARIAL VIROU ARROZ DE FESTA

ABRAHAM SHAPIRO para o Portal Profissão Atitude

Planejamento Estratégico. Esta parece ser uma das mais cobiçadas competências da maioria massacrante dos profissionais. É o que se conclui após uma visita às mídias que se prestam a ser vitrines de currículos e carreiras. 

É tanta, mas tanta gente que se propõe competente nesta área que, de duas, uma: ou não sabem o que, de fato, significa, ou pensam que basta escrever qualquer coisa ali e todos acreditarão.

Não eu! Francamente. E não por maldade. Mas por suspeição. Sei em que País estamos. E sei que a seriedade passa longe da "arte de se construir currículos e pretender  altos salários".

Aliás, eu suspeito de qualquer currículo, até que se faça a mais otimizada e severa entrevista de averiguação, já que no papel, na tela de computador e nas mídias sociais, todo mundo é  bonito, magro e canta bem.

Na minha Filosofia, tudo começa pelo coceito. Vamos ao de "planejamento". 

Planejar é estabelecer um caminho a seguir durante a execução de uma tarefa ou projeto até o objetivo  desejado. Estratégia, no Dicionário Houaiss, é a arte de aplicar com eficácia os recursos de que se dispõe ou de explorar as condições favoráveis de que porventura se desfrute, visando ao alcance de determinada meta. Como consequência destas definições, é fácil entender que organização, direção e controle  são competências sem as quais planejamento algum faz-se real. Que dirá Planejamento Estratégico!

O cenário é o seguinte. As empresas  esperam que seus gerentes saibam construir um Planejamento Estratégico,  pois querem que eles direcionem as pessoas e os  recursos disponíveis para sua missão, visão e valores. Quando solicitam este atributo profissional ao mercado,  subitamente todos se declaram verdadeiros especialistas. Porém, eu vejo neste comportamento algo como crianças peraltas  listando suas boas qualidades na cartinha ao Papai Noel só para conseguirem o sonhado presente de Natal.

E aqui vai a minha questão-chave: "Haverá tanta gente que detenha este raro e complexo conhecimento? E terão domínimo da prática?" 

Os executivos de todos segmentos, naipes e calibres sabem que não, posto que se houvesse tantos "estrategistas" quantos se declaram nessas tais mídias, os grandes problemas da sociedade e do Planeta já estariam resolvidos... há décadas. E quando nem os deles mesmos estão... como crer no que declaram saber?

Ler Mais

Image

BUSQUE OS MELHORES TALENTOS PARA A SUA EMPRESA

Abraham Shapiro

Quando bons funcionários vão embora, a empresa como um todo se ressente. As vendas e os lucros tendem a cair. Não estou exagerando. É que isso ninguém mede.

Pessoas boas para o trabalho são difíceis de encontrar. E quando precisamos muito delas, isto só torna a situação pior, afinal, talento não dá em árvores.

Existem empresários que só agem s respeito quando a necessidade de pessoas na empresa é febril.  Mas nessas circunstâncias, as chances de erros são altíssimas. 

Pense no seu melhor funcionário. Se você tivesse outros como ele o seu negócio não estaria melhor?  Se ele for embora, todo aquele tempo precioso que hoje você dedica a pensar em  novas estratégias ficará comprometido com assuntos menores, não ficará?

Você sabe que o melhor ângulo de visão de uma partida de xadrez é fora do tabuleiro. Em negócios, você só tem este ângulo de visão se você tiver pessoas comprometidas e treinadas para a operação. Elas possibilitam que você veja as coisas desde outros pontos de vista.

Por isso, não reaja mais. Trate de agir agora. 

Passe ao patamar de protagonista, de ator. 

Assuma o compromisso de construir uma equipe ótima. Esforços desorganizados e frenéticos para recrutar dão em nada. O ideal é concentrar-se em “o que você quer” e não em “o que você precisa”.

Acabe com o estresse. Vá caçar ou pescar talentos. Não adie mais a data de fazer da sua empresa bem ajustada e ganhar dinheiro.

Ler Mais

Image

RESOLVA CONTRATAÇÕES EVENTUAIS E EMERGENCIAIS

Abraham Shapiro

Todo mundo está com problemas quanto a manter o quadro de funcionários.  Mas há gente que desconhece recursos práticos que podem ajudar.

Por exemplo: a sua empresa precisa substituir pessoas por um curto período de tempo. Surgiram tarefas extraordinárias ou urgentes. Você está num período de pico na sazonalidade. 

É claro que para estas situações você não irá contratar funcionários efetivos, certo?  O que fazer? Em duas palavras: Trabalho Temporário. 

O Trabalho Temporário é um serviço regido por lei.  Tem finalidade de atender contingências de mão-de-obra por três meses, podendo se estender por mais três.

O custo para a empresa tomadora compensa muito. Sabe por quê?  Toda aquela burocracia do pessoal temporário é administrada pela empresa que presta o serviço. 

Três meses de salário e obrigações pagas sobre um funcionário efetivo custam bem mais do que os mesmos três meses de salário e taxas de administração  pagos ao TT. E a agilidade no processo de contratação e rescisão também são por conta da prestadora. 

Cheque estes custos com qualquer prático em Departamento Pessoal e você saberá quanto já deve ter perdido não contratando Trabalho Temporário.

Mas tenha cautela. Nem todas prestadoras são bem referenciadas. Busque experiência e tempo de atuação no mercado. Banco de currículos e psicólogos na seleção são outros fatores difereciais. 

Trabalho Temporário. Uma atitude que produz tranquilidade.

_______________________________


UM CONVITE: Inscreva-se no Canal Profissão Atitude no Youtube e usufrua de mais de 350 vídeos sobre os mais diversos temas relacionados à solução de problemas profissionais.


Clique aqui:   https://www.youtube.com/channel/UCUkzEZU9YCpNi9dYqwpWVeA

_______________________________

Abraham Shapiro é consultor de empresas e Executive Coach com especialidade na sucessão em empresas familiares. Fone | Whatsapp: 43 8814 1473 Email: shapiro@shapiro.com.br   

Ler Mais