O QUE OS OLHOS NÃO VEEM...

Image

ABRAHAM SHAPIRO para o Portal profissão Atitude

O aroma interior de uma loja pode influenciar o cliente. O som também.  Porém, nada é tão imediato e penetrante quanto a visão.

Quem nunca ouviu que “é preciso ver para crer”?

Visão é o sentido com maior poder sobre as nossas crenças e convicções. Você pode cheirar, ouvir, tocar, degustar, mas tudo não terrá qualquer significado até obter a visão clara, iluminada e colorida. Ao ver, você tende a acreditar – até mesmo se o que vir não for verdadeiro.

Por isso as propagandas influenciam. Mesmo aquelas que buscam só vender mais – e não educar o consumidor sobre, por exemplo, os benefícios do produto.

Assim foi a guerra dos sabões em pó nos anos 1980 e 90. Cada marca queria provar que lavava mais branco e melhor. Como faziam isso? Demonstrações visuais. As pessoas compravam impulsionadas por aquelas demonstrações televisivas.   Acreditavam no que viam.

Muitas ilusões visuais são subconscientes e sobre elas não temos domínio ou discernimento.  No entanto, o simples fato de vê-las, nos convence ou comove.

De fato. A natureza humana tem um funcionamento no mínimo interessante.  Uma prova? “O que os olhos não veem o coração não sente”.

Compartilhe esta publicação: