VOCÊ QUER SER PALESTRANTE?

Image

ABRAHAM SHAPIRO para o Portal Profissão Atitude

Uma elegante jovem aproximou-se de mim, no café, e me questionou:

-  Terminei o curso de administração e já iniciei uma pós-graduação. Quero tornar-me palestrante para grandes empresas. O senhor acha que eu vou conseguir?

Na minha simplicidade, eu respondi:

- A pergunta correta não é “se você vai”, mas “quando você conseguiria ser uma palestrante”.  Está bem. Eu lhe direi o que fazer. Trabalhe na sua área por pelo menos dez anos. Leia tudo o que for possível, pratique rigorosamente o que aprender e torne-se uma “maluca apaixonada” por entender como são as pessoas. Só então você terá juntado o acervo mínimo para falar coisas com sentido e começar a ser ouvida.

Então ela me devolveu:

- E se eu fizer o curso de palestrantes que está super famoso, em São Paulo?

E eu:

- Neste caso, você poderá seguir a carreira de atriz.

Sabe qual a interpretação do que eu disse àquela iludida moça? Uma palestra não é uma peça teatral. Um palestrante corporativo precisa ter fundamento para abrir a boca:  ideias consistentes, conhecimento e, acima de tudo, experiência.

Treinamentos, consultoria, palestras etc...  tudo isso só pode ser fruto de muito estudo e muita, muita prática. 

O que não for assim, será apenas uma produção barata. E quem contratar acabará jogando dinheiro no lixo!

Compartilhe esta publicação: