O dia a dia dos vendedores de todo o mundo

Image

ABRAHAM SHAPIRO para o PortalProfissão Atitude
 

O medo que os vendedores sentem em seu exercício profissional é um sentimento sufocante, que dificulta atingir objetivos e lhes sonega sucesso.

A primeira causa é o fato de se acreditar que algo aterrorizante estará do outro lado da mesa, ou do balcão, ou do telefone. Pensar assim é um erro grave. É quase um autoflagelo. Isto ocorre talvez pela tendência de se encarar críticas como ataque pessoal, esquecendo-se de que, em negócios, as críticas geralmente referem-se ao produto, ou ao serviço ou às condições oferecidas para que a transação aconteça.

Outra possível causa é a baixa autoestima, o que se transforma num certo grau de certeza do fracasso.

A nossa sociedade nos impõe a mentalidade do tudo ou nada, vencer ou perder em quase todas as circunstâncias da vida. No entanto, o processo de venda quase sempre é um jogo de números em que o “não” é um caminho para o “sim”.  Quando visto sob a ótica do vencer ou perder, o temor do fracasso será o sentimento predominante e há de se confirmar na prática.

Pessoas despreparadas preocupam-se com o que não conhecem. E esta é a chave.

O medo de qualquer vendedor, tem raiz em sua incapacidade. Daí ser a capacitação o caminho para a coragem e a autoconfiança.

Então treine. Estude. E depois, relacione-se positivamente com cada conhecimento adquirido, fazendo dele sua crença central.

Não se alimente apenas de pensamentos positivos. Pensar no sucesso sem expertise desenvolvida é tão eficaz quanto água destilada na veia para curar pneumonia.

Autoconfiança é saber que haverá desafio; mas que você irá enfrentá-lo com luta. E com as armas certas, será mais fácil!

Compartilhe esta publicação: