APRENDER COM ERROS É FÁCIL (NA TEORIA)

Image

ABRAHAM SHAPIRO, de Jerusalém, capital de Israel, para o Blog Profissão Atitude
 

Eu me encontrei com um empresário paulistano do setor industrial num voo Londrina-S.Paulo. Há quatro anos ele venceu uma recuperação judicial que, por pouco, não varreu a empresa e seus 600 funcionários do mapa. Eu não podia perder a oportunidade. Perguntei como foi sua luta. 

Leia o que ele me disse: 

“O mais difícil foi superar a decepção, a culpa, entender o que aconteceu e por que aconteceu. Era importante saber o que erramos e o que mudar. 

Os erros que eu cometi mexeram demais comigo. Hoje, eles fazem parte do meu crescimento e desenvolvimento. Um líder não tem razão nem permissão de parar de se desenvolver e crescer. Eu aprendi a não parar de aprender.

Olhei para times consagrados nos esportes. Suas maiores lições vêm das perdas mais duras. 

Os meus erros foram uma dádiva. Esta visão é muito discutida na teoria, mas pouco aplicada na prática. Não basta assumir a responsabilidade. Além de descobrir as causas e focar nelas, eu lutei para criar uma cultura que transformasse o erro em aprendizado e levasse todo o meu pessoal a uma melhoria contínua. Sem isso, não teríamos vencido. E eu sei que funciona, porque, ao sairmos da nossa crise individual, veio a crise econômica nacional e não sofremos dano algum. Valeu o exercício. Hoje estamos prontos para situações piores.”

Moral da história: Mantenha a calma em momentos de crise e abra o caminho para as oportunidades que ela contém. 

Compartilhe esta publicação: