A REAL CHAVE DO LUCRO

Image

Abraham Shapiro

Quando os economistas falam de produtividade, eles se referem a uma relação entre o que se usa na produção de alguma coisa e o que se obtém ao final do processo. 

Já a produtividade da mão de obra mostra quantas horas de trabalho são demandadas para produzir qualquer bem. 

Então me permita perguntar: 

- Qual é a sua produtividade pessoal? Você sabe definir com as suas palavras?

As possibilidades de resposta são amplas. Uma delas pode abordar quanto você consegue realizar no tempo a que se dedica ao seu trabalho.

Um trabalhador norte-americano produz o mesmo que cinco trabalhadores brasileiros em tempo equivalente. Isto é oficial. Aquele é cinco vezes mais produtivo do que estes, inclusive em situações corriqueiras ou domésticas. 

A questão é: quanto vale o trabalho de um americano? E o de um brasileiro?

Depende. 

Se o produto que ambos produzirem for igual e vendido pelo mesmo preço, o operário brasileiro ganhará um quinto do que o americano vai ganhar. Neste caso, o brasileiro sempre será mais pobre do que o americano. 

Mas se o brasileiro ganhar o mesmo que o americano, o produto que ele produzir custará cinco vezes mais. E aí, o país deixa de ser competitivo porque os custos são altos demais.

Como se vê,  produtividade é o fator que determina tanto as perspectivas reais de ganho de um profissional quanto de um país. E isto me faz pensar que qualquer empresário que se preocupasse realmente com a produtividade de seu pessoal ganharia muito, mas muito mais dinheiro do que gastando sua energia nos pontos em que quase todos investem acreditando ser a coisa certa, porém sem retorno algum. 

Produtividade! Esta é a senha de acesso a um mundo real de lucros e de mercados!  

Compartilhe esta publicação: