VOCÊ PRECISA TER UM CONSELHEIRO

Image

Abraham Shapiro

Alguém me disse, certa vez, que eu devo ser um bom jogador de cartas porque pego todos os lixos e os transformo em canastra.

Creio ter sido um elogio. Se realmente foi, não se trata de mérito meu, mas do meu mestre e mentor que me exercitou a aprender com tudo, de tudo e de todos!

Ele costumava dizer: “Você e eu temos uma fantástica capacidade de extrair lições. Mas é preciso exercitar.” E eu pratiquei muito.

Então vamos fazer aqui um breve treinamento.

O que se aprende de uma locomotiva? Que tal isso: “Em um segundo, você pode perder tudo”.   Na prática: não despreze nem mesmo um segundo, e fique ligado!

E do telefone? É simples!  Eu penso que a melhor lição de todas é: “O que você disser aqui, alguém ouvirá lá instantaneamente”.  Então: cuide do que você fala.

Qual lição é possível extrair de um endereço de e-mail -  por exemplo, o meu: shapiro@shapiro.com.br? Uma sugestão: “Não despreze nem mesmo um ponto, pois sem ele a sua mensagem nunca chegará ao destinatário.” 

Entendeu?

Ter um mestre, um mentor, é imprescindível para a vida e para o trabalho. Nós precisamos de alguém com quem nos aconselhar – pessoa que tenha sabedoria e compreensão de ‘quem somos’ e de ‘como somos’. Uma pessoa em quem podemos confiar ao seguir orientações e que se interesse pelo nosso sucesso na superação dos desafios.

Cada indivíduo tem sua própria visão da vida. Ao trocar ideias com outro, existe a chance de que a visão e o pensamento de ambos se aliem, e assim obtém-se algo infinitamente maior do que a simples soma aritmética. Temos aí um excelente caso de sinergia. 

Aceite o meu conselho: arrume um conselheiro para si. Você sentirá gratidão por isso e descobrirá qualidades pessoais que talvez jamais soubesse existir bem aí, dentro de você. 

Compartilhe esta publicação: