QUER FAZER BEM? NÃO ACELERE

Image

ABRAHAM SHAPIRO para o Portal Profissão Atitude

Velocidade não é essencial para conseguir eficiência. Qualidade sim.

Já observou que grande parte das tarefas mais difíceis acaba nunca sendo feita? Só de pensar em realizar o trabalho todo e na energia de que iremos precisar, já ficamos desmotivados.

Aí é que entra em cena uma proposta prática e inteligente do grande Henry Ford. Ele dizia “não haver trabalho que não possa ser executado, contanto que seja decomposto em pequenas partes”.

Olhe que dica incrível!

Quando você pensa em fazer algo difícil ou que demandará tempo demais, a primeira coisa que sente é falta de vontade de encarar a tarefa. É uma certa rejeição.

Vou explicar.

A imagem mental dessa atividade lhe causa a impressão de que terá de executá-la de modo rápido e intenso. E esta não é uma visão feliz.  Logo, você começa a pensar em evitá-la até abandonar por completo.

O que fazer, então?

Comece devagar. Será mais agradável. Vá cumprindo etapa por etapa e você verá que a sua velocidade vai aumentar sem forçar.  Em pouco tempo, o seu ritmo interno natural irá colocá-lo em sintonia com a tarefa e você perceberá que a mente está liberando energia e vontade crescentes.

Tome o tempo que for necessário. Mas comece devagar, sem pressa, passo a passo e  logo você estará no ritmo necessário para chegar à conclusão com qualidade.

Compartilhe esta publicação: