VOCÊ NÃO VAI ABRAÇAR O MUNDO

Image

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Vou partilhar um fato óbvio e pouco percebido que descobri durante os meus vinte anos de acompanhamento de gestores e líderes em treinamento e aconselhamento. 

A maior parte do stress que as pessoas vivenciam é proveniente de compromissos mal administrados que assumem ou aceitam.

Mesmo quem não está conscientemente estressado, mas sente-se aquém de seu potencial, há de experimentar um relaxamento maior, uma concentração melhor e uma energia produtiva cada vez mais poderosa à medida que aprender a controlar com eficiência progressiva os “veios abertos” de sua vida.

Observe o volume de coisas sobre as quais você sente ter mínima incumbência de  transformar, concluir, cuidar ou fazer. Você está comprometido, por exemplo, em atuar de alguma maneira sobre as mensagens que chegam à sua caixa de  e-mails ou pelo seu  Whatsapp. E com certeza há vários projetos que você tem de conduzir, assim como diretrizes a esclarecer e metas a atingir. Além de tudo, resta a sua carreira a ser administrada e, mais importante,  a vida – a ser mantida em equilíbrio.

Não é assim?

Para lidar com tudo isso, você precisa, primeiro, identificar os itens sobre os quais você tem real compromisso. Em segundo lugar, eu sugiro que planeje como irá prosseguir trabalhando com eles, aprendendo a definir as prioridades com que irá se preocupar realmente.

Este breve algoritmo tem o poder de pôr ordem no seu dia a dia e de organizar a sequência de necessidades a cumprir na mente. É melhor contar com esta organização do que ser vítima de uma avalanche de situações descontroladas sobre si.

Pare de encarar tudo com preocupação e ansiedade, porque é impossível abraçar o mundo. Ou você elege prioridades e trabalha séria e organizadamente sobre elas, ou acabará tragado pelas urgências e eventualidades que ninguém, neste planeta, é capaz de controlar. Inclusive você!

Compartilhe esta publicação: