VAIAS OU APLAUSOS? COMO DECIDIR?

Image

ABRAHAM SHAPIRO para o Blog Profissão Atitude

Na entrada, todo mundo aplaude. E ao final? (Isso é o que ineressa.)

Foi ministrado um treinamento na empresa. Todos os funcionários adoraram. Mas depois, nada mudou. 

Deixemos claro um detalhe. O objetivo de um treinamento é “mudar o comportamento de quem será treinado”.  Sem mudança de atitude, nada foi abstraído ou aprendido. Logo, este treinamento foi nulo. O que vale é o resultado. E mensurável!

Existem palestras que realmente injetam energia, alegria e entusiasmo na audiência. Todavia, logo depois todos estes efeitos passam, evaporam ou saem no suor.  Melhor seria assistir a um filme.  Há tantos que ajudam a mudar pontos de vista e deixam as pessoas alegres. E custam bem mais barato.

Treinamentos devem ser formulados de acordo com a necessidade e a realidade das pessoas que deles carecem a fim de ser melhores. As mudanças que eles deverão promover são seu propósito –   seja uma simples prática de atendimento ao telefone ou balcão até o pilotar de uma nave espacial.  Se após o treino não houver essas mudanças, tudo não passou de mais uma inútil sessão de bla bla bla.

O que importa não são os aplausos na entrada - isso é comum e gentil da parte de todos.   De meus vinte anos em consultoria, raros foram os palestrantes e treinadores que mereceram, de fato, aplausos por efetivamente mudar comportamentos. A grande e massacrante maioria deles devia, sim, ter sido vaiada ao final.  

Compartilhe esta publicação: