O GRANDE ERRO DOS TREINAMENTOS CORPORATIVOS

Image

ABRAHAM SHAPIRO para o Portal Profissão Atitude

Treinar pessoas não é fácil.  Treinar não é só informar, não é só ensinar a fazer.

Treinar é um processo construtivo que envolve etapas a ser ensinadas, implantadas, assimiladas e depois, dominadas pelo treinando

Uma história engraçada traz luz sobre o que é treinamento. Leia.

“A nossa filha adotou um gatinho de rua. Para minha angústia, ele começou a afiar as unhas no encosto do sofá novo.

- ‘Não se preocupe’, disse meu marido, ‘vou treiná-lo rapidinho’.

Observei durante vários dias o meu marido  ‘treinar’ o bichano. Sempre que o gato arranhava o sofá, ele o punha para fora de castigo. O gato aprendeu depressa. Durante os dez anos seguintes, sempre que queria ir lá pra fora, o lindo bichinho arranhava o encosto do sofá”.

Conclusão. Nem sempre um processo que se acredita ser eficaz atinge o objetivo. E tem mais. Gente que só sabe o que está em livros pode até responder questões importantes, mas um treinamento prático significa “ensinar a fazer” e não falar ou saber discorrer a respeito.

Uma rede de lojas contratou um palestrante para melhorar o atendimento sem jamais verificar se ele tinha expertise prática. Jogou dinheiro fora, porque só consegue treinar quem, de fato, sabe fazer.  É como diz o pesquisador Malcolm Gladwell em um de seus livros: “Treinar não é o que a gente faz quando é bom, mas é o que faz a gente SER bom”.

Compartilhe esta publicação: