LIVRAI-ME DA TOLICE E DA ESTUPIDEZ!

Image

ABRAHAM SHAPIRO para o Portal Profissão Atitude

Olho para as pessoas e sinto muito por ver tolices demais. Muitas agem sem pensar nas consequências de seus atos. Agem – sem causa, nem ideia.

Com um mínimo de raciocínio e análise, dores e estragos poderiam ser evitados.  Humildade e prudência ajudariam também. Mas existe algo mais poderoso que isso: é aconselhar-se com pessoas mais velhas e confiáveis.  Quem buscou este recurso, aprendeu a superar uma montanha de tendências à estupidez na vida e tornou-se líder em sua geração ou, na pior das hipóteses, um ser humano melhor.

Hoje em dia, quem se interessa por tomar conselhos?  Acham que tiraria a liberdade de viver as próprias experiências. Acontece que nem tudo pode ou deve ser aprendido pela experiência. E há exemplos definitivos. Eu me contento em seguir o conselho dos médicos e estudiosos a não viver a experiência da Aids ou do câncer no pulmão causado pelo tabagismo.

Igualmente, evito dores e trevas quando observo, quando me informo,  quando estudo ou pesquiso. Mas nada disso supera a eficácia de uma conversa sincera e aberta com quem já viveu antes de mim e conhece coisas que eu não precisaria repetir na minha própria pele – só se eu optasse em ser um tolo.

Por que apostar todas as fichas nas minhas crenças e vieses pessoais? Eu desejo me autoaprimorar,  vencer o meu egoísmo e todas as minhas imperfeições naturais. Por isso eu me aconselho e ouço os mais velhos.

Dê você também crédito às palavras de quem está anos, ou talvez anos-luz,  à sua frente. 

Compartilhe esta publicação: